Pular para o conteúdo principal

Urna do Compur à frente; ao fundo, Cerca de dez pessoas sentadas ou em pé.
Foto: Raquel Bernardes/PBH

Compur elege representantes para o biênio 2017/2019

04/08/2017 | 19:23 | atualizado em 08/08/2017 | 15:19

Foi realizada na sexta-feira, 3/8, a eleição das entidades da sociedade civil que vão compor o Conselho Municipal de Política Urbana (Compur). No total, 68 organizações se inscreveram, sendo 20 do setor Popular, 15 do setor Técnico e 33 do setor Empresarial. A relação completa pode ser consultada no Diário Oficial do Município.

O Compur é composto por 16 membros e respectivos suplentes, com mandatos de dois anos. São seis representantes da sociedade civil - dois do setor técnico, dois do setor empresarial e dois do setor popular. O Executivo Municipal designa oito representantes e a Câmara Municipal tem direito a dois.

As entidades eleitas terão o prazo de 10 dias para indicação de seus respectivos representantes no Conselho no próximo biênio. Veja a seguir o resultado da votação.

 

Setor Técnico

Titular 1: Ecoavis – Ecologia e Observação de Aves

Suplente 1: Conselho Regional de Serviço Social (CRESS) - 6ª Região

 

Titular 2: Instituto Nossa BH

Suplente 2: Escola de Arquitetura da UFMG

 

Excedentes:

Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento Minas Gerais – IAB MG

Organização Ponto Terra

 

Setor Popular

Titular 1: Associação de Moradores e Amigos da Região Central de Belo Horizonte

Suplente 1: Associação Comunitária do Bairro Esplanada

 

Titular 2: Associação de Moradores do Bairro Buritis – ABB

Suplente 2: Movimento Mineiro de Habitação

 

Excedentes: Associação dos Moradores e Amigos do Bairro Santo Agostinho – Amagost

Excedente: Instituto Educacional para Conscientização e Realização de Políticas Públicas – ICPP

 

Setor Empresarial

Titular 1: Federação dos Industriais do Estado de Minas Gerais - FIEMG

Suplente 1: Sindicato das Empresas de Transporte de Carga do Estado de Minas Gerais - SETCEMG

 

Titular 2: Sindicato das Empresas Administradoras de Imóveis, Corretoras de Imóveis, Incorporadoras de Imóveis e Urbanizadoras da Região Metropolitana de Belo Horizonte - SECOVI-MG

Suplente 2: Câmara dos Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte – CDL-BH
 

Excedentes:

Grupo de Empresas Mineiras de Arquitetura e Urbanismo - GEMARQ

Associação Comercial e Empresarial de Minas Gerais - ACMinas

 

Atribuições do Compur - Estão definidas no artigo 80 da Lei n. 7.165 de 1996 (Plano Diretor). Uma das mais importantes é realizar, de quatro em quatro anos, a Conferência Municipal de Política Urbana, responsável pela revisão da legislação urbanística. Além disso, agrega funções como: acompanhar as ações de intervenção pública na estrutura urbana do município e promover debates, apresentações, palestras, seminários ou cursos afetos ao planejamento urbano. Também cabe ao Compur manifestar-se sobre temas afetos à política urbana e propor intervenções e soluções a eles relacionadas; monitorar a implementação das normas contidas no Plano Diretor e na Lei de Parcelamento, Ocupação e Uso do Solo, sugerindo modificações em seus dispositivos; decidir premissas para regulamentação de instrumentos de política urbana e deliberar sobre a instalação e funcionamento de empreendimentos de grande porte, por meio da avaliação de Estudos de Impacto de Vizinhança.


Últimas Notícias

Duas mulheres sentadas em barraca de vendas de artesanato Sagrada Família terá feira de artesanato e comidas a partir de domingo, dia 19

A feira faz parte do Programa Jornada Produtiva, que cria novas oportunidades de trabalho e renda e regulariza a situação de trabalhadores.

17/01/2020 | 17:58
Caçamba na margem da rua, durante o dia. Prefeitura intensifica fiscalização de caçambas em toda a cidade

A Lei 11.212/20 altera o Código de Posturas,determina apreensão do equipamento e aplicação imediata de multa à empresa ou à quem a contratou

17/01/2020 | 12:43