Pular para o conteúdo principal

Instrutora dá aula para candidatos à direção escolar
Foto: Divulgação PBH

Candidatos à direção escolar fazem curso de formação em BH

17/11/2017 | 13:43 | atualizado em 22/11/2017 | 15:27
No dia 7 de dezembro, as unidades escolares da Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte vão eleger seus novos gestores para o triênio 2018-2020. O processo de eleição direta nas instituições da Rede Municipal acontece há 27 anos e, pela primeira vez, a Secretaria Municipal de Educação (SMED) oferece a todos os candidatos uma formação prévia, que passa a ser pré-requisito para a nomeação dos eleitos. 

Novidade no processo eleitoral deste ano, o curso começou no dia 1º de novembro e segue até o dia 24 de novembro. A formação foi organizada em cinco eixos temáticos e conta com palestras e minicursos, ofertados ao longo da semana. Mais de 1.200 pessoas estão inscritas no curso. 

Para o diretor do Centro de Aperfeiçoamento dos Profissionais da Educação (Cape), César Eduardo de Moura, a formação para candidatos à direção escolar representa uma importante inovação para a educação municipal. "Essa formação possibilita o acesso a informações e conhecimentos essenciais para a construção de uma gestão escolar democrática e capaz de promover a melhoria da aprendizagem de crianças, jovens, adultos e idosos. Ela cumpre o papel de apontar para os candidatos aspectos centrais da gestão de uma escola que muitas pessoas desconhecem porque nem sempre são visíveis para quem está somente dentro da sala de aula”, afirma o diretor.
 
Essas observações são confirmadas pela professora de Língua Portuguesa Aline Almeida Martins, que pela primeira vez vai se candidatar ao cargo de vice-diretora. "Essa é uma boa iniciativa, pois nos proporciona mais conhecimento para iniciar essa empreitada. Em sala, o professor está inserido no universo pedagógico e, muitas vezes, não tem muitas informações sobre a parte administrativa da escola. Mesmo quem não tem experiência como gestor, sai mais preparado para assumir essa função após conhecer novas técnicas, adquirir outros conhecimentos a respeito de gestão, entender melhor a parte burocrática e até mesmo aprofundar na prática pedagógica", comenta.
 


Conhecendo mais sobre gestão

Para atender a todos os interessados em concorrer aos cargos na gestão escolar, o cronograma contempla atividades ofertadas nos três turnos ao longo das semanas, além de opções aos sábados. Dividida em cinco eixos temáticos, a formação aborda Noções de Gestão Financeira e Administrativa; Avaliação e Tecnologias Educacionais; Gestão Democrática na Escola e Melhoria do Clima Escolar; Gestão Pedagógica para uma Educação Integral e Inclusiva; Legislação Escolar e Recursos Humanos. No total, são oferecidas cinco palestras diferentes, uma sobre cada tema, além de 27 minicursos. 

“Ótima iniciativa! O curso apresenta uma flexibilidade de horário que facilita muito a nossa participação. Quando se candidata pela primeira vez, como é o meu caso, você fica um pouco inseguro com o que estar por vir. Esse é o momento de descobrirmos como é a gestão, entender melhor sobre Recursos Humanos, sobre como lidar com as pessoas. Quem está na direção precisa liderar e olhar por todo mundo e essa formação inicial é importante", argumenta a professora da Educação Infantil, Patrícia Pereira Motta, candidata a vice-diretora de Umei. 


 

Formação continuada

A eleição de diretores e vice-diretores será realizada nas 191 escolas e nas 131 Unidades Municipais de Educação Infantil (UMEIs) da Prefeitura de Belo Horizonte, envolvendo todos os segmentos da comunidade escolar na escolha das direções escolares. Mas para tomar posse nos cargos de direção, os eleitos deverão comprovar a participação no curso, por meio do certificado emitido pela SMED. 

Para a expedição do certificado, o participante terá que fazer, no mínimo, 12 créditos, sendo 6 créditos em palestras e 6 em minicursos. Cada palestra temática ou minicurso equivale a 2 créditos. Fica a critério do participante a escolha das palestras e minicursos. Ao final da formação, os participantes receberão um certificado, que será exigido no ato da posse.

De acordo com o diretor do Cape, a formação continuada para os gestores se soma a um conjunto de ações de capacitação já ofertadas pela SMED aos diversos segmentos de profissionais que atuam na educação municipal. “A partir do ano que vem, quando os eleitos assumirem seus cargos e funções, teremos em nossas escolas e Umeis, gestores melhor preparados para enfrentar os desafios do início de uma nova gestão e que terão, também, ao longo do triênio 2018-2020, acesso a novas oportunidades de formação que a SMED irá promover", enfatiza César Moura.