Pular para o conteúdo principal

Projeto estimula a troca de livros, a leitura e a sustentabilidade em escola municipal na Pampulha.
Foto: Smed/PBH

BH em Pauta: Projeto estimula a troca de livros na Pampulha

26/07/2017 | 15:38 | atualizado em 28/07/2017 | 07:53
O bairro Santa Amélia, na região da Pampulha, não conta com uma livraria, mas para os alunos da Escola Municipal José Madureira Horta isso não serve de impedimento para aproximar a comunidade local da leitura. Toda sexta-feira, das 8h às 17h, livros de literatura são expostos, para doação, em um varal estendido no muro externo da escola.


Batizada de “Varal Solidário”, a ação é realizada pelo primeiro ciclo dessa escola - cerca de 300 estudantes de 6 a 9 anos e 25 professores - e faz parte do projeto “Ecologia Integral”. A iniciativa é resultado de uma campanha contínua de doação de livros literários (infantis, infantojuvenis, adultos), incentivada na comunidade escolar da qual participam os estudantes da escola, os professores e a comunidade local.


O nome da ação remete não só ao suporte em que ficam expostos os livros, um varal, mas ao ato de desprendimento dos participantes que têm doado livros e multiplicado as possibilidades de leitura. Dessa forma, todos colaboram para a reutilização dos títulos e o comportamento sustentável, evitando o desperdício e o descarte inadequado.


Escolhido para a exposição dos livros, o varal fica próximo a um ponto de ônibus, o que lhe dá visibilidade. Os transeuntes, mesmo que não tenham ligação com a escola, podem escolher um livro e levá-lo para casa. O Varal Solidário conta, sempre, com rodízio de turmas de estudantes para garantir a participação de todos no projeto. Algumas pessoas da comunidade gostaram tanto da iniciativa da escola que doaram vasos de flor para serem colocados na calçada do varal.


O objetivo, segundo a diretora da escola, Patrícia Aparecida Ribeiro da Silva, é fazer circular os livros, promovendo o enriquecimento das experiências com a literatura e, ao mesmo tempo, aumentar a vida útil dos livros que poderiam acabar em um descarte comum. Qualquer pessoa pode pegar um livro no varal, ficando a critério dela doar outro livro ou não.


A exposição de livros para doação iniciou-se em 12 de maio e já aconteceram oito edições (sempre às sextas- feiras, das 8h às 17h). Até o momento, aproximadamente 240 livros já foram doados. Os livros são entregues ao porteiro da escola, que os encaminha para a coordenação, responsável por selecioná-los e por organizar a montagem do varal semanalmente.


Dentro e fora

Os estudantes da escola ficaram tão motivados com o varal que criaram um Varal Solidário interno, exclusivamente para eles. Este fica localizado no pátio da escola e é estendido toda sexta-feira, paralelamente, ao varal externo. Os estudantes têm a oportunidade de escolher um livro e lê-lo na escola ou levá-lo para casa.


Gabriel Fernandes Nogueira e Joaquim Lucas Sampaio Amaral, estudantes do 3º ano do primeiro ciclo do Ensino Fundamental, avaliam a iniciativa. “O varal é muito legal porque há pessoas que não têm livros, aí elas podem pegar de graça e desenvolver a leitura”, diz Gabriel. “O varal é muito bom porque as pessoas fazem o bem para outras”, complementa Joaquim.


“A comunidade do bairro tem se mostrado muito participativa, tanto na doação quanto nas escolhas dos títulos para ler. Por se localizar em frente a um ponto de ônibus, o varal solidário tem sido apreciado por muitas pessoas que não têm vínculo com a escola. Vários leitores leram e procuraram a escola para devolver o livro, comentando o quanto apreciaram a leitura”, conta Solange Pereira Carvalho, professora da Escola Municipal José Madureira Horta.


Ecologia Integral


“O Varal Solidário é um projeto muito interessante, pois, além do desenvolvimento da leitura, promove a solidariedade, tanto dentro de toda a comunidade escolar quanto em relação aos transeuntes que passam pelo ponto de ônibus. O projeto propicia também uma grande rotatividade de títulos, sem custo, já que os livros são frutos de doação”, finaliza Regina Coeli de Araújo, coordenadora da escola.


O projeto “Ecologia Integral” tem por finalidade desenvolver valores éticos em relação ao planeta, ao ser humano e a cada membro da escola em relação a si mesmo. Uma das atividades do projeto é a campanha de doação de livros literários por estudantes e pela comunidade para compor o “Varal Solidário”.


Serviço

Varal Solidário - Escola Municipal José Madureira Horta

Dia: Toda sexta feira, ao longo de 2017.

Horário: 8 às 17h.

Local: Rua Expedicionários, 1340, bairro Santa Amélia.

Como participar:

Doação de livros de literatura - na portaria da escola.

Retirada de livros - é só escolher um livro dentre os que estiverem no varal e levá-lo. Não é necessário se inscrever.

Informações complementares : Patrícia R. Silva (3277-7848).

 
 

26/07/2017. Varal Solidário - E.M José Madureira Horta. Fotos: Arquivo da Escola/PBH