Pular para o conteúdo principal

BH em Pauta: Pindorama para todos

09/10/2017 | 15:29 | atualizado em 10/05/2018 | 16:59

Lara Coutinho, de nove anos, é aluna da oficina de ginástica rítmica do Centro Integrado de Atendimento ao Menor – Pindorama, que atende aproximadamente 300 crianças e adolescentes, de 6 a 14 anos, das comunidades do entorno dos bairros Vila Coqueiral, Coqueiros, Pindorama e São Salvador, na região Noroeste de Belo Horizonte.


O Centro Pindorama, mais conhecido na região Noroeste como CIAME Pindorama, é um equipamento da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), coordenado pela Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania.


Encaminhados pelo Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Vila Coqueiral, os alunos do Centro Pindorama são, preferencialmente, provenientes de famílias em situação de vulnerabilidade social. A eles são ofertadas atividades esportivas, culturais, iniciação profissional e oficinas musicais, na parte da manhã e à tarde, sempre no horário contrário ao escolar.


“Os projetos que acontecem aqui (no Centro Pindorama) são importantes porque não deixam as crianças ficarem na rua e ainda ensinam coisas boas para a gente. Depois que iniciei na ginástica, a minha rotina mudou. Aprendi a me alimentar melhor e tenho mais controle do meu corpo. Meu sonho é chegar a competir nas Olimpíadas!”, afirma a menina Lara, empolgada.


Durante o período em que estão no Centro Pindorama, os jovens atendidos recebem alimentação que é fornecida pela PBH, por meio da Subsecretaria de Segurança Alimentar e Nutricional. O local também conta com uma horta comunitária – que serve como um suporte à preparação de verduras nas refeições oferecidas.



Fruto do projeto

O Centro Pindorama também atende à população com serviços, entretenimento e oferta de cursos de geração de renda, tais como corte e costura, confeiteiro e salgadeiro, informática e incentivos culturais como aulas de violão, canto, dança e desenho. Os usuários ainda recebem aulas de futsal, vôlei, basquete, handebol, ginástica rítmica, capoeira, danças urbanas, ballet e judô.


“Tivemos um aluno de violão que se tornou músico da Orquestra Jovem SESC Minas Gerais e, recentemente, até nos fez uma apresentação. Vários instrutores que hoje dão aula começaram aqui mesmo, recebendo os cursos, e hoje são verdadeiras referências para as crianças que utilizam o espaço”, relata o coordenador técnico do Centro Pindorama, Ronald Campos.


Estevam Matheus Neves, mais conhecido como Mestre Bambu, ex-aluno e atual professor das oficinas de capoeira e danças urbanas, fala da importância do projeto na vida dele e dos demais atendidos. “As pessoas não imaginam o quanto este trabalho é importante para a comunidade. As famílias, além das crianças e adolescentes, dependem desse espaço. Acredito que é uma forma diferente de educar, através da cultura, esporte, dança e troca de experiências. Agradecemos muito por tudo isso. Eu sou um fruto bem-sucedido deste projeto!”


Mesmo já aposentada, a instrutora do curso de confeitaria e salgados Zilda de Oliveira continua transmitindo conhecimentos no Centro Pindorama, de forma voluntária. “Não consegui me desvincular deste trabalho que muda tantas vidas e gera novas perspectivas. Tenho alunos que já possuem os próprios buffets e ainda dão empregos a outras pessoas. O reconhecimento é ver as pessoas utilizando o aprendizado adquirido aqui para transformar a realidade”, pontua Zilda.

 

 

Pró-Jovem Adolescente

No Telecentro – espaço público de inclusão digital e social – disponível dentro do Centro Pindorama, além do curso básico de computação, é possível fazer a elaboração de currículos, impressão de documentos e inscrições de cursos e concursos.


O Centro Pindorama ainda abre espaço para o programa Pró-Jovem Adolescente, que realiza atividades para o público de 15 a 18 anos, com palestras e orientações sobre temas variados, como primeiro emprego, relacionamentos, sexualidade, entre outros. Ao mesmo tempo, cede uma sala ao Grupo de Idosos que é acompanhado por técnicos do Centro de Saúde Pindorama. Aos idosos são oferecidos exercícios físicos recreativos, artes manuais e rodas de conversas.


O objetivo de todos os trabalhos desenvolvidos no local é possibilitar acesso e informação às crianças, adolescentes e a comunidade em geral; gerar esperança e dedicação nos moradores; e desenvolver talentos em um espaço com materiais apropriados.


O Centro Pindorama está localizado à rua Guararapes, 1810. Para ter acesso aos cursos e obter informações sobre vagas e inscrições, o interessado deve procurar pessoalmente o CRAS Coqueiral (rua Rainha das Flores, 102, Pindorama) ou entrar em contato pelo telefone 3277-7179.