Pular para o conteúdo principal

Rapaz procura livro em biblioteca dentro de um contêiner.
Foto: Lívia Ansaloni/PBH

BH em Pauta: Biblioteca em container é atração em parque

15/09/2017 | 16:00 | atualizado em 20/09/2017 | 20:23

Desde o início de setembro, os visitantes do Parque Municipal Américo Renné Giannetti observam uma biblioteca comunitária montada dentro de um container, em meio às árvores, quase camuflada e sob muita sombra. Trata-se do projeto “Container com letras”, que se tornou mais um atrativo de lazer no parque e funciona como um espaço para compartilhamento de livros de todos os gêneros, de forma gratuita.

Por meio do projeto, quem tiver um livro em casa para doar pode entregá-lo no container, voluntariamente, para enriquecer o acervo da biblioteca, à qual qualquer cidadão pode ter acesso sem custo e burocracia. Quem se interessar por uma das obras também pode levá-la para casa gratuitamente e sem a necessidade de doar outra em troca ou para reposição. A biblioteca disponibiliza, ainda, mesinhas e assentos para aqueles que quiserem apenas ler ou folhear livros durante o horário de almoço, por exemplo.

O projeto surgiu em 2016 e chegou ao Parque Municipal durante a 3ª edição do Salão do Livro Infantil e Juvenil de Minas Gerais, no mês de agosto passado. Após o encerramento do evento e graças ao sucesso alcançado, o presidente da Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica (FPMZB), Sérgio Augusto Domingues, formalizou o convite aos idealizadores, Giane Drumond e Willer Guerra, para estender a permanência do container no Parque a fim de integrarem a programação dos 120 anos do espaço e também do Dia das Crianças. “Ficamos muito felizes com o convite, pois o Parque Municipal, dentre todos os espaços pelos quais já passamos, é o que mais se aproxima do nosso desejo com o projeto: levar a cultura e torná-la acessível a todo e qualquer cidadão. No parque, temos um público absolutamente variado e muita rotatividade de pessoas de todos os lugares o tempo todo”, explica Giane.

Ana Luiza Castro, de 18 anos, é estudante e comemorou por ter encontrado no container um dos livros que precisava: uma gramática da Língua Portuguesa. “Estudo aqui perto e conheci o container durante o salão do livro. Não sabia que ele ainda estava aqui, mas fiquei muito feliz principalmente porque encontrei o livro exato que eu procurava. Agora, quero trazer alguns de casa para ajudar o projeto, assim como ele me ajudou”, conta.

Eduardo Santos Pimentel, 53, é bancário e ficou admirado com a iniciativa. “Fora do Brasil já vi projetos desse tipo e achava que aqui jamais funcionaria. Para minha surpresa, conversando com a funcionária do container, eles estão recebendo muitas doações aqui no Parque, até mais do que retiradas”, comenta.

Os números comprovam o sucesso. Em seis dias de permanência do container no Parque durante o Salão do Livro Infantil e Juvenil, foram retirados pelos leitores cerca de cinco mil livros, enquanto outros mais de 1.400 foram doados pelos freqüentadores do parque, número considerado muito bom pelos idealizadores do projeto.

O projeto conta com dois containers itinerantes – atualmente instalado no Parque e na Praça da Liberdade - equipados com cerca de dez mil livros, cada. Giane e Willer, que são marido e mulher e coordenam o projeto, mantêm em casa um espaço com mais de 25 mil livros, que compõem o acervo total do projeto, hoje em torno de 45 mil títulos. “Começamos o projeto em outubro de 2016 com cerca de mil livros doados por um amigo. Dizer que o brasileiro não gosta de ler é um equívoco. O brasileiro, às vezes, não tem o acesso ao livro. Se isso é facilitado, chegamos aos números que hoje temos. Nosso projeto tem ainda outro viés, o de ser sustentável. Além de levar a cultura, mostramos a importância de se praticar o desapego. Ninguém precisa ter em casa uma biblioteca enorme. Você pode doar os seus livros para que outra pessoa os encontre. E sempre que você precisar ou quiser alguma obra, basta acessar nosso site e procurar onde estão nossos containers naquele momento. Lá você pode encontrar o livro que deseja sem custo algum”, destaca Giane.

O Container Com Letras ficará no Parque Municipal Américo Renné Giannetti até o dia 30 de outubro. O funcionamento da biblioteca é de terça a domingo, das 10h às 18h - o Parque abre nos mesmos dias, às 6h.

 

15/09/2017. Container com letras. Fotos: Livia Ansaloni/FPMZB