Pular para o conteúdo principal

Avenida repleta de árvores durante o dia.
Foto: Meio Ambiente/PBH

BH em Pauta: Arborização contribui para a qualidade do ar

02/08/2017 | 15:10 | atualizado em 04/08/2017 | 10:56

Belo Horizonte apresenta um bom nível da qualidade do ar da capital, segundo os parâmetros estabelecidos pelo Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama). Nos últimos dois meses, os números da medição de poluentes no ar da cidade estão dentro dos limites aceitáveis pela resolução Conama.

De acordo com o engenheiro florestal da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Agnus Rocha Bittencourt, a arborização de Belo Horizonte tem um papel essencial nesses bons resultados. “Normalmente, nessa época do ano tem muita poeira em suspensão por causa da baixa umidade relativa do ar. Isso poderia fazer com que o ar ficasse em péssima qualidade. Mas, o fato de BH ter muitas árvores ameniza o processo. A poeira adere à folha das árvores, saindo da atmosfera. Quanto mais árvores e áreas verdes houver na cidade, mais aderência dessas partículas às folhas e, consequentemente, melhor qualidade do ar”, explica Agnus Rocha Bittencour.

A qualidade do ar de Belo Horizonte é medida pelo Índice de Qualidade do Ar (IQA). Esse indicador padroniza todos os poluentes medidos em uma única escala visando a facilitar a divulgação dos resultados do monitoramento da qualidade do ar. Por meio do IQA, o impacto de um poluente específico pode ser comparado com o de outro, porque um mesmo valor de índice significa o mesmo efeito.

Os parâmetros contemplados pela estrutura do índice são: dióxido de enxofre (SO2), dióxido de nitrogênio (NO2), ozônio (O3), monóxido de carbono (CO), partículas inaláveis (PI), partículas totais em suspensão (PTS) e fumaça.

Baseado nas concentrações dos poluentes monitorados e nas faixas de concentração definidas para cada poluente, o IQA é calculado para cada poluente monitorado na estação, e a qualidade do ar é classificada a partir do maior índice, ou seja, será determinada pelo poluente que apresentar o pior resultado. O IQA é um valor numérico, compreendido entre 0 e 500. Quanto maior o valor que expressa, maior é a poluição do ar e, consequentemente, maior será a preocupação com a saúde.

Em Belo Horizonte, o índice de qualidade do ar tem ficado entre 0 a 50 nos últimos meses. “O nível de poluentes que são encontrados no ar está baixo. Mesmo com a poluição natural de uma cidade grande como Belo Horizonte, que conta com uma expressiva circulação de veículos e um significativo número de empresas e indústrias, conseguimos manter a qualidade do ar em níveis adequados”, afirma Artur França, gerente de sistema de informações ambientais da SMMA.


Goiabeiras, pitangueiras, amoreiras...

De acordo com o último levantamento feito pelo inventário das árvores, Belo Horizonte tem mais de 300 mil árvores cadastradas, sendo que 32.086 árvores são frutíferas. Essas árvores estão localizadas em logradouros públicos e afastamentos frontais de imóveis. “Vale ressaltar não terem sido considerados nestes levantamentos os parques e demais áreas verdes públicas da cidade, assim como os quintais dos imóveis particulares, o que com certeza, elevaria, sobremaneira, estes dados”, pontua Afonso Fraga, gerente de áreas verdes da SMMA.

A manutenção e cuidado com as árvores é resultado de uma política de preservação das espécies feita pela Secretaria de Meio Ambiente. A conscientização da população em relação ao não desmatamento e à poda desnecessária de árvores da capital também tem papel importante na continuidade e crescimento da arborização em Belo Horizonte.

Dentre as 32.086 árvores frutíferas identificadas, há predominância de goiabeiras, oitizeiros, mangueiras, limoeiros, pitangueiras, romanzeiras, jaboticabeiras, amoreiras, coqueiros e aceroleiras.
 


Região

Árvores em logradouros públicos

Árvores em afastamentos frontais de imóveis

Total

Leste

22.444

9.329

31.773

Noroeste

40.146

19.014

59.160

Oeste

37.485

16.723

54.208

Centro-Sul

62.131

28.541

90.672

Pampulha

(dado parcial)

42.203

(dado parcial)

21.986

(dado parcial)

64.189

(dado parcial)

Total

204.409

95.593

300.002



 

02/08/2017. Qualidade do ar em Belo Horizonte. Fotos: Divulgação/PBH


Últimas Notícias

Obras sendo feitas nos córregos Olaria e Jatobá, na região do Barreiro Prefeitura inicia mais obras contra enchentes nos córregos Olaria e Jatobá

Serão investidos aproximadamente R$ 18 milhões neste empreendimento, com previsão de término no segundo semestre de 2021.

 

09/07/2020 | 16:48
Informações da Prefeitura sobre o Covid-19 Cidadão pode recorrer contra notificações da Fiscalização de forma digital

O procedimento virtual será adotado enquanto durarem as medidas temporárias de prevenção ao contágio e de enfrentamento ao Covid-19

09/07/2020 | 16:33