Pular para o conteúdo principal

Print da exibição on-line do prêmio
Foto: Divulgação PBH

BH chegou à final no maior prêmio internacional para Cidades Inteligentes

18/11/2020 | 14:57 | atualizado em 18/11/2020 | 17:32

Belo Horizonte mais uma vez foi uma das cidades finalistas do World Smart City Awards, premiação anual internacional que valoriza e reconhece projetos, ideias e estratégias pioneiras que tornam cidades ao redor do mundo mais habitáveis, sustentáveis e economicamente viáveis.

Com o Programa Belo Horizonte S.M.A.R.T City (Cidade Inteligente) inscrito pela Prefeitura, a capital foi única finalista das Américas e concorreu pela principal categoria "City Award" (Prêmio Cidade) - que premia o conjunto de iniciativas da cidade, ao lado de Yokohama (Japão), São Petersburgo (Rússia), Lisboa (Portugal), Tampere (Finlândia) e Shanghai (China).

O programa Belo Horizonte S.M.A.R.T City compreende uma estratégia intersetorial de cidade inteligente, que busca promover a eficiência operacional e o desenvolvimento sustentável; melhorar a capacidade de resposta do poder público; o uso de tecnologias digitais para melhorar a qualidade de vida; e qualificar a oferta de serviços públicos. São consolidados no Programa diversos projetos, dentro de cinco eixos de referência que são trabalhados pela Prefeitura na capital:
 

  • Sustentabilidade, meio ambiente e cidadania;
  • Mobilidade e segurança;
  • Acessibilidade à governança e serviços ao cidadão;
  • Resiliência no desenvolvimento econômico e urbano;
  • Tecnologia como cultura e inclusão digital.
     

O município foi representado na cerimônia on-line, realizada nesta quarta-feira, dia 18, pelo secretário adjunto de Planejamento, Orçamento e Gestão, Jean Mattos, e pela secretária adjunta de  Desenvolvimento Econômico, Cristiane Serpa. Eles destacaram que a presença de Belo Horizonte entre as seis cidades com melhores projetos de cidades inteligentes em 2020 reforça a consistência das iniciativas da Prefeitura na temática e na busca de uma cidade que responda melhor às necessidades da população.

Os gestores também pontuam que a cidade avança no conceito de cidades inteligentes ao promover a inclusão e a qualidade de vida no espaço urbano pautada pelo uso de técnicas e tecnologias que dão eficiência para os diversos eixos.

Para o diretor-presidente da Prodabel, Leandro Garcia, três pontos foram muito importantes para essa indicação. “Trabalhar em conjunto, melhor utilizar recursos e ter o foco no cidadão. Estes quesitos definem o trabalho inteligente e por isso esse reconhecimento nos deixa felizes por entender que estamos seguindo o melhor caminho para BH”, analisou.  

A premiação é promovida pelo Smart City Expo & World Congress, maior Congresso e Exposição sobre cidades inteligentes do mundo, que  atua como plataforma de negócios, conexão, promoção e compartilhamento de boas práticas e projetos concretos, como referências para todo o mundo. Os vencedores das sete categorias foram anunciados em cerimônia virtual realizada na manhã desta quarta-feira, dia 18. Finalistas e vencedores podem ser consultados neste site.

O evento internacional tem também como princípio manter o aumento da temperatura global abaixo de 1,5ºC até 2050 – em alinhamento ao Acordo de Paris – e de não deixar ninguém para trás, preconizado pela Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. Em 2019 participaram representantes de mais de 700 cidades, de 146 países, além de mais de 1 mil expositores.