Pular para o conteúdo principal

Mais de trinta membros da Escola de Samba Acadêmicos de Venda Nova, campeã do Carnaval de Belo Horizonte de 2017, tocando instrumentos musicais; a fila da frente tem quatro membros com chocalhos.
Foto: André Fossati

Belotur divulga ordem dos desfiles das Escolas de Samba

18/01/2018 | 14:37 | atualizado em 19/01/2018 | 18:21

A ordem dos desfiles das Escolas de Samba do Carnaval de Belo Horizonte 2018 já foi definida. O sorteio ocorreu na última quarta-feira, dia 17 de janeiro, na sede da Belotur, com a presença dos representantes das Escolas de Samba da capital.  Os desfiles acontecem na avenida Afonso Pena, no dia 13 de fevereiro, terça-feira, na seguinte ordem:

 

19h: Afoxé Bandarerê

20h: Grêmio Recreativo Escola de Samba Bem Te Vi 

21h: Grêmio Recreativo Escola de Samba Estrela do Vale 

22h: Grêmio Recreativo Escola de Samba Cidade Jardim

23h: Grêmio Recreativo Escola de Samba Acadêmicos de Venda Nova 

0h: Grêmio Recreativo Escola de Samba Imperavi de Ouros 

1h: Grêmio Recreativo Escola de Samba Canto da Alvorada

 

Evoluções

Uma das novidades para 2018 é o aumento no valor da subvenção destinada aos grupos. As escolas de samba do Grupo A recebem R$ 75 mil; as do Grupo B, R$ 37,5 mil; e os blocos caricatos o mesmo valor, R$ 37,5 mil. Os valores representam um aumento de 50% em relação ao investimento realizado em 2017.

A estrutura na avenida Afonso Pena receberá vários incrementos, como a pintura da rua na cor branca, que valoriza as fantasias e adereços, a instalação de um cronômetro visível na avenida, melhorias na estrutura de som e na iluminação do espaço, arquibancadas com mais conforto. A proposta é investir em todas as frentes para que a experiência final seja a melhor possível para quem desfila e para o público, gerando um legado para os anos seguintes.

O regulamento de 2018 também inova ao estabelecer, desde já, a vigência, a partir de 2019, de uma dinâmica de acesso e rebaixamento das escolas entre Grupo A e Grupo B, estimulando uma competição saudável que resulte na qualificação dos desfiles a cada ano.

Outro aspecto importante, previsto ainda no regulamento, é a abertura de espaço para o surgimento de novas Escolas de Samba e Blocos Caricatos, um ingrediente com potencial para trazer inovação e renovação para o Carnaval.

Somados à iniciativa da Prefeitura, os investimentos do setor privado têm contribuído para esses avanços. O Carnaval de Belo Horizonte 2018 tem o patrocínio da Skol, parceira há cinco anos da folia na capital, e da Uber, nova apoiadora da festa na cidade.

 

Campeã de 2017

A Escola de Samba Acadêmicos de Venda Nova foi a campeã do Carnaval de Belo Horizonte de 2017. Com o prêmio a agremiação tronou-se pentacampeã. Em rosa e azul, a Acadêmicos de Venda Nova levou muita gente para representar o enredo "Sonhos de Toninho Veterinário, o Mestre-Sala dos Animais". A escola levou um prêmio de R$ 50 mil. Estrela do Vale ficou em segundo, levando R$ 25 mil. E a Escola de Samba Cidade Jardim ficou em terceiro lugar com premiação de R$ 12,5 mil.

Os quesitos avaliados foram bateria, samba-enredo, enredo, conjunto harmônico, alegorias e adereços, fantasias, comissão de frente e desempenho do mestre-sala e da porta-bandeira.