Pular para o conteúdo principal

Muitos profissionais de educação assistem a abertura de VIII Conferência Municipal de Educação e da etapa municipal da Conae 2018.
Foto: Smed/PBH

Belo Horizonte discute política educacional do Brasil

30/06/2017 | 19:53 | atualizado em 04/07/2017 | 13:33

Esta semana marca o início das conferências de Educação de Belo Horizonte. Na última quinta-feira, dia 29 de junho, teve início a VIII Conferência Municipal de Educação e a etapa municipal da Conferência Nacional de Educação (Conae) 2018, que acontece no Hotel Ouro Minas também no sábado e domingo, dias 1º e 2 de julho. As conferências têm como objetivo promover o diálogo e debate de vários segmentos sociais sobre a educação do município de Belo Horizonte e discutir o Plano Nacional de Educação e o Sistema Nacional de Educação referenciados pela CONAE 2018. Além disso, serão eleitos os novos membros do Conselho Municipal de Educação e os delegados para a etapa estadual da Conae 2018.

 

Presente na abertura das conferências de Educação em Belo Horizonte, o vice-prefeito Paulo Lamac destacou o momento como a oportunidade de se discutir, em conjunto, políticas públicas para a educação. “Esse é um espaço de participação ampla da sociedade, onde todos os segmentos envolvidos na educação têm oportunidade e a condição de contribuir com o desenvolvimento que se pretende para essa importante política pública em nosso município. O resultado das discussões e propostas aqui apresentadas serão fundamentais para que tenhamos respaldo para construir uma educação realmente representativa na expectativa dos anseios de nossa população.", salientou Lamac.
 

A secretária Municipal de Educação, Ângela Dalben, ressaltou a importância dos trabalhos que serão realizados nos oito eixos abordados nas conferências e afirmou sua confiança nos resultados . "As discussões realizadas nos grupos constituirão relatórios, analisados e consolidados, que comporão o documento base da Conae 2018. Da mesma forma, constituirão possibilidades de demarcação e reafirmação de posicionamentos relativos aos eixos sociais que fortalecem as políticas educacionais do município de Belo Horizonte”.
 

No primeiro dia de trabalho, foi feita a leitura e a aprovação do regimento das conferências. Em seguida, os delegados, representando diversos segmentos da sociedade, se reuniram por eixos para debater e apresentar as propostas nas diversas temáticas propostas para as duas conferências. As atividades do dia foram intercaladas por apresentações culturais envolvendo alunos do Programa Música na Escola, que brindaram os participantes com a musicalidade do Coral Cariúnas e do Recital de Violinos da Escola 4X4. Encerrando a programação do dia, o professor doutor Carlos Roberto Jamil Cury proferiu a palestra magna com o tema “O PNE e a consolidação do Sistema Nacional de Educação”.
 

O palestrante afirmou que uma conferência se configura por momento de solidariedade crítica. " Vejo uma conferência como um exercício de solidariedade em que as pessoas se reúnem com um mesmo objetivo, mas com olhares diferentes. É a possibilidade de estabelecer caminhos, estratégias dentro de uma política pública. Esse momento é importante porque pode revelar uma radiografia, pode propor um caminho e estabelecer novas metas", ponderou Cury.
 

As trabalhos da VIII Conferência Municipal de Educação e da etapa municipal da Conae 2018 continuam neste sábado com a continuidade das discussões por eixos e o registro e deliberação das propostas. No domingo as atividades serão finalizadas com a eleição dos delegados da Conae 2018 e dos novos integrantes do Conselho Municipal de Educação de Belo Horizonte.