Pular para o conteúdo principal

Após cinco anos, Prefeitura de Belo Horizonte volta a realizar Corrida Rústica

21/10/2018 | 18:36 | atualizado em 01/11/2018 | 12:31

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, deu a largada da 21ª edição da Corrida Rústica PCD (Pessoas com Deficiência), realizada na manhã deste domingo, 21 de outubro, dentro da programação do BH é da Gente - Savassi. A Corrida, que contou com mais de 600 participantes, teve provas de 50, 100 e 200 metros no trecho da Avenida Getúlio Vargas, entre a Rua Paraíba e Avenida Cristóvão Colombo.
 

A Corrida PCD voltou à programação esportiva da cidade depois de cinco anos de interrupção. O secretário adjunto de Esportes e Lazer, Rubens Soalheiro, explicou que a atividade foi retomada pelo atual governo em função da sua importância nos aspectos de esporte educacional e de inclusão social.
 

O prefeito Alexandre Kalil destacou a importância da união entre os programas municipais, BH é da Gente, iniciativa do ex-secretário Bebeto de Freitas, e o incentivo à prática esportiva para as pessoas com deficiência por meio do Superar. “Estamos ampliando esse serviço, que é muito importante para Belo Horizonte”, afirmou o prefeito. Nos últimos meses, o número de núcleos de atendimento dobrou na cidade.

 

Todos vencedores

Todos os participantes da corrida foram premiados com medalhas, alguns deles já estão acostumados com as condecorações. É o caso dos campeões paralímpicos: Deane Almeida, atleta do judô e João Batista, do futsal de cinco.
 

Do total de participantes, 30% são alunos do Superar. Danilo Marcos é aluno do programa e participou da corrida acompanhado pela mãe Sônia Albino Firminio Vieira. “Nesses cinco anos que ficamos sem a Corrida foi difícil segurar a ansiedade do meu filho para participar do evento. Toda visita que recebemos em casa, ele mostra as medalhas e camisetas das edições anteriores. Fiquei feliz com a iniciativa da Prefeitura de retomar essa competição que promove muita alegria e convívio social para meu filho”, comenta.
 

Os participantes da corrida também puderam curtir as atividades recreativas do BH é da Gente nos brinquedos infláveis, camas elásticas, mesas de totó e oficinas de pintura de rostos.

 

Superar

O Superar, programa realizado pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer conta com dois centros de referência (CREPPD e Escola Municipal de Ensino Especial Frei Leopoldo) e sete núcleos regionalizados - Colégio Marconi, Clube Palmeiras e escolas estaduais de ensino especial Amaro Neves, Sandra Risoleta e João Moreira Salles, além da Associação de Deficientes Visuais de Belo Horizonte e da Associação de Surdos.
 

Ao todo, 16 modalidades são oferecidas: atletismo, basquetebol, bocha regular, bocha paralímpica, dança, futsal, goalball, judô, natação, patinação, rúgbi em cadeira de rodas, tênis de mesa, voleibol sentado, parataekwondo, funcional e percussão.
 

Um dos requisitos para ingressar no Superar é ter idade superior a seis anos, além de apresentação de laudo de deficiência e a existência de vagas. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail superar@pbh.gov.br e pelos telefones 3277- 4546 e 7681.