Pular para o conteúdo principal

Pessoas acima de 50 anos jogando Vôlei
Foto: Stephanie Vital

Vida Ativa tem vagas para aulas de vôlei adaptado para pessoas acima de 50 anos

criado em 25/10/2022 - atualizado em 25/10/2022 | 15:35

As pessoas acima de 50 anos têm oportunidade de praticar aulas da modalidade “vôlei adaptado” promovidas pela Prefeitura de Belo Horizonte no Centro de Referência da Pessoa Idosa, localizado na rua Perdizes, 336, bairro Caiçara, região Noroeste. Os interessados em uma das 30 vagas – abertas para completar os times -, devem comparecer durante os dias e horários das aulas: segundas e quartas-feiras, das 15h às 16h, e na quinta-feira das 10h às 11h. As aulas ocorrem desde maio deste ano.

 

Os professores fazem parte da equipe de educadores físicos do   Vida Ativa, programa desenvolvido para pessoas acima de 50 anos pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer. Eles ensinam aos alunos as regras do jogo adotadas pela Confederação Brasileira de Vôlei Adaptado (CBVA).

 

A coordenadora técnica das atividades e educadora física, Lúcia Helena Alves Netto, destaca que as aulas proporcionam o desenvolvimento de agilidade, equilíbrio, força, coordenação motora e flexibilidade, além de contribuir para a socialização e melhoria da autoestima. Ela destaca o potencial de inclusão social das aulas, uma vez que a maioria dos alunos nunca teve oportunidade de aprender e praticar esporte ao longo da vida.

 

Voleibol Adaptado

 

O voleibol adaptado para pessoas acima de 50 anos foi criado em São Paulo, em 1997, pelo professor José Antônio de Carvalho.  O objetivo do jogo é enviar a bola para o campo adversário usando recursos como saque, jogando a bola para companheiros de equipe após ser dominada com as duas mãos e passada para o campo adversário através de lançamentos ou interrompendo a jogada do adversário usando o recurso bloqueio.

 

São permitidos no máximo três toques por equipe, além do bloqueio. O saque é a forma de colocar a bola em jogo, sendo que o mesmo deverá ser executado abaixo da linha da cintura. A partida tem a duração de três sets de 15 pontos cada com diferença de dois pontos entre as equipes.

 

Vida Ativa

 

O programa proporciona aos adultos acima de 50 anos a vivência de atividades físicas - aulas de ginástica, dança sênior e Lian Gong -, e esportivas (vôlei e basquete adaptado); de socialização e de lazer, contribuindo assim para a melhoria da qualidade de vida e da autonomia.

 

As atividades do programa são realizadas por profissionais e estagiários de educação física para cerca de 2.500 usuários em 38 núcleos instalados em todas as regionais da cidade. Confira os endereços dos núcleos, requisitos para inscrições, horários e atividades do Vida Ativa.