Pular para o conteúdo principal

Praça Sete de Setembro com monumento central e granito, prédios e circulação de pessoas e carros.
Foto: Breno Pataro

Seminário discute adolescentes em risco social até dia 31

30/05/2017 | 14:08 | atualizado em 20/06/2017 | 13:01

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMSA), promove, dias 30 e 31 de maio, o Seminário “O adolescente, a rede e a cidade”, que discute a situação daqueles que vivem em situação de vulnerabilidade e risco social. O encontro será intersetorial e a SMSA espera que terá como produto um documento norteador para as políticas públicas no cuidado ao adolescente. O seminário será realizado no Centro de Referência da Juventude (Praça Rui Barbosa, 50- Centro) por iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde de BH e reúne representantes das secretarias municipais de Saúde, Políticas Sociais, Educação, Esportes e Lazer, e também da Secretaria de Estado da Saúde, Defensoria Pública, Ministério Público, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e Conselho Tutelar. A abertura será nesta terça-feira (30 de maio), às 14 horas, com a presença do Secretário Municipal de Saúde, Jackson Machado Pinto.


O Seminário tem como objetivo reunir os representantes de diversas entidades que cuidam de forma integral e intersetorial do adolescente, bem como os próprios adolescentes, para que haja o aprimoramento das políticas, principalmente aquelas voltadas para os adolescentes em situação de vulnerabilidade e risco social.


Para melhor discussão e desdobramento dos temas, o Seminário será realizado em dois momentos distintos que se completam. No primeiro dia, 30 de maio, a ênfase é a participação de gestores e profissionais envolvidos com as políticas públicas voltadas para os adolescentes. Os temas discutidos serão “O pensar, qualificar e construir políticas públicas para o adolescente em situação de vulnerabilidade. Como fazer?” e “A integralidade do cuidado para adolescentes em situação de vulnerabilidade”.


Já no segundo dia, 31 de maio, o destaque é a presença dos adolescentes em uma programação lúdica e participativa. A proposta é estimular a participação desses atores na construção das políticas, além de divulgar as experiências exitosas implantadas na Atenção Primária da Rede SUS-BH. Haverá a exposição de obras de artes produzidas pelos adolescentes, ações de promoção à saúde, apresentação de capoeira, rodas de conversa e apresentação de música.


Programação


30/05/2017 

 - Auditório

14h - Mesa de Abertura: O Pensar, Qualificar e Construir Políticas Públicas para o Adolescente em Situação de Vulnerabilidade. Como Fazer?

16h30 - Mesa 2 - A Integralidade do Cuidado para Adolescentes em Situação de Vulnerabilidade

18h – Encerramento

 

31/05/2017

 - Arena

8 às 18h Exposição obras de arte realizadas por adolescentes

Exposição de Fotos do Consultório de Rua

Labirinto dos Sentidos

Stand Promoção da Saúde

Stand Projeto Arte da Saúde

11h30 Capoeira - Equipe do Núcleo de Apoio a Saúde da Família (Distrito Oeste/PBH)

14h Roda de conversa – Atividade com Mobiliza SUS - Promoção da Saúde Sexual e da Saúde Reprodutiva

 

 - Auditório

9h - Apresentação Cultural Programa Arte da Saúde – Música

10 às 12h – Roda de Conversa “O Adolescente e a Cidade: Direito à Vida na Travessia da Adolescência –

13h – Apresentação Cultural Programa Arte da Saúde - Teatro

14 – 16h30 Experiências Exitosas na APS de BH - Atenção ao Adolescente na Rede SUS-BH – Fazendo e Acontecendo!

Acolhimento do Adolescente na Atenção Primária à Saúde

Trabalhando com a Caderneta de Saúde do Adolescente

Projeto Arte da Saúde

Programa Adolescente em Vulnerabilidade

17h30 - Encerramento