Pular para o conteúdo principal

Trabalho de portador de sofrimento mental tem fundo colorido sob letras amarelas, soltas, que formam palavras como Beatles, bread, Roling Tones e Manhatan misturados a letras desconexas.
Foto: Clarice Steinmüller

Semana de Museus mostra produção de Centros de Saúde Mental

09/05/2017 | 18:07 | atualizado em 01/06/2017 | 09:51

Os trabalhos produzidos pelos usuários dos Centros de Convivência da Política de Saúde Mental da Prefeitura de Belo Horizonte serão exibidos na 15ª Semana de Museus, que neste ano traz como tema “Museus e histórias controversas: dizer o indizível em museus”. A abertura oficial da semana será realizada na próxima quinta-feira, 11 de maio, às 19h, no Museu Mineiro (Avenida João Pinheiro, 342). A abertura contará com a presença de autoridades municipais e estaduais. Durante a abertura, o público poderá apreciar a apresentação do show da banda Block Loki, de música popular brasileira.

 

A exposição “De ter vivido por um fio ao redor do mundo” fica no Museu Mineiro, de 12 de maio a 9 de julho. O público poderá conferir obras produzidas pelos usuários dos Centros de Convivência da capital. São desenhos, pinturas, bordados, cerâmicas, mosaicos e vídeos. A exposição pode ser visitada às terças, quartas e sextas-feiras, das 10h às 19h. Às quintas-feiras, das 12h às 21h. E aos sábados e domingos, das 12h às 19h.

 

Os museus e espaços culturais do Circuito Liberdade recebem as obras e manifestações estéticas por portadores de sofrimento mental em um cronograma recheado. A proposta é abrir um novo diálogo com a cidade, possibilitando um novo olhar sobre a loucura a partir da produção estética e artísticas dos portadores de sofrimento mental. Assim, o Circuito Liberdade e os Centros de Convivência se associam para abordarem o tema “Arte e loucura no Circuito Liberdade”, apresentando à população as várias linguagens artísticas produzidas nesses serviços, trazendo as controvérsias da história, o protagonismo dos portadores de sofrimento mental, a beleza das conquistas e revelando a estética e delicadeza de suas obras.

 

“Arte e loucura no Circuito Liberdade” é uma realização da Prefeitura de Belo Horizonte, com parceria do Circuito Liberdade, IEPHA e Secretaria de Cultura do Estado de Minas Gerais. Confira a programação neste link.