Pular para o conteúdo principal

Dançarino se apresenta em palco do Centro de Referência da Juventude. Uma das pernas está no ar.
Foto: Ricardo Laf/PBH

Secretaria Municipal de Cultura abre edital para cadastro de pareceristas

12/06/2018 | 17:15 | atualizado em 25/06/2018 | 08:03

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, abre o edital de credenciamento de pareceristas técnicos 2018. O edital, publicado no Diário Oficial do Município (DOM) desta terça-feira, dia 12, visa selecionar e cadastrar interessados da sociedade civil (setor cultural) para analisar e emitir de pareceres técnicos de propostas e projetos culturais no âmbito da Política Municipal de Fomento à Cultura e seus editais. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até o dia 29 de junho, pela página da Câmara de Fomento.
 

Os pareceristas cadastrados irão atuar em comissões setoriais que serão criadas pela Câmara de Fomento à Cultura Municipal, órgão colegiado recém-formado, responsável por avaliar e direcionar o benefício financeiro atribuído às propostas e aos projetos contemplados pelos editais advindos da Política Municipal de Fomento à Cultura, entre os quais destacam-se a Lei Municipal de Incentivo à Cultura e o edital Descentra. A função das comissões é auxiliar a Câmara na análise e emissão de pareceres técnicos dessas propostas e projetos, bem como readequações e outras atribuições.
 

Ao se inscreverem, os candidatos devem indicar os setores artístico-culturais de sua especialização: Artes Visuais e Design; Cinema e Audiovisual; Literatura, Livro e Leitura; Música; Teatro; Circo; Dança; Culturas Populares Tradicionais; Culturas Populares Urbanas; Cultura Alimentar e Gastronomia; Moda e Vestuário; Memória, Arquivo e Museus.
 

Todos os candidatos que obtiverem a pontuação mínima necessária serão automaticamente incluídos pela Secretaria Municipal de Cultura em um banco de dados de credenciados para futura atuação no processo de análise e elaboração de pareceres técnicos. Como critérios de avaliação e classificação, serão consideradas a experiência profissional, a experiência com análise e emissão de pareceres técnicos de projetos culturais, a qualificação e titulação do candidato.
 

Na medida em que a Câmara de Fomento à Cultura Municipal criar uma ou mais Comissões Setoriais, os pareceristas serão convocados em ordem de classificação dentro de cada setor artístico. Serão destinados R$ 25 (vinte e cinco reais) por parecer técnico emitido e R$ 35 (trinta e cinco reais) por comparecimento e participação em sessões de julgamento.
 

O credenciamento de pareceristas e a criação das comissões setoriais são novidades trazidas pela Lei 11.010/2016. Nos últimos editais, o processo de análise era restrito à Comissão Municipal de Incentivo à Cultura, hoje substituída pela Câmara de Fomento. “O que se espera é uma maior participação da sociedade civil nos processos relacionados à Política Municipal de Fomento à Cultura, bem como um nível altíssimo de qualidade na emissão dos pareceres e, naturalmente, uma constante busca por maior celeridade na entrega dos resultados dos editais”, afirma o secretário municipal de Cultura, Juca Ferreira.

Últimas Notícias

Três crianças brincam de basquete em edição anterior do BH é da Gente/Savassi acompanhadas de duas adultas, ao fundo, pessoas transitam. BH é da Gente oferece atividade de ioga para aliviar o estresse diário

Ioga e atividades recreativas voltadas ao público infantil fazem parte da programação do BH é da Gente – Savassi, neste domingo, dia 18/11.

14/11/2018 | 19:01
Lago e casa cercado de plantas no Parque Jacques Costeau, no bairro Betânia. Confira os principais eventos gratuitos que acontecem em BH neste fim de semana

Confira os principais eventos gratuitos que acontecem em BH neste fim de semana, de 15 a 18/11.

14/11/2018 | 16:01