Pular para o conteúdo principal

Barra em feira com a exposição de laços de fita coloridos
Foto: Stênio Lima

Programa Espaço da Cidadania gera renda e dignidade para artesãs do município

criado em 17/03/2022 - atualizado em 17/03/2022 | 16:13

A Feira do PEC é montada todas as sextas-feiras na Av. Bernardo Monteiro, na região hospitalar de Belo Horizonte, com uma grande missão: gerar renda e dignidade para artesãs e artesãos do município. A Feira é parte das ações do Programa Espaço Cidadania, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania. Semanalmente, produtos para casa, higiene, vestuário e acessórios são expostos, das 8h às 16h. 

Atualmente o programa conta com 247 pessoas, sendo 88% mulheres. As artesãs participantes são acompanhadas para o aperfeiçoamento profissional, o fortalecimento da autonomia, inclusão social, econômica e produtiva. O objetivo é executar políticas que atuem diretamente  na construção da equidade entre mulheres e homens e no enfrentamento às diferentes formas de discriminação e violência contra a mulher.
 
Coordenadora do programa, Adriana Silveira ressalta que o Programa Espaço da Cidadania é uma política que tem demonstrado resultados positivos desde a sua implantação, proporcionado renda, dignidade e cidadania para as famílias que dele participam. “O programa tem uma rede de relações sociais, tecida pela equidade, que tenha como princípios a autonomia, o empoderamento, a inclusão e defende uma relação de trabalho solidário nos processos de produção, venda e consumo”, explica. 

Todos os feirantes, em parceria com a SMASAC, trabalharam no intuito de reinventar as atividades, combinando o protocolo de segurança com a busca da geração de renda, produtos de qualidade e preço acessível.  

A Feira do Programa Espaço da Cidadania (PEC), na Avenida Bernardo Monteiro, entre as ruas Padre Rolim e Otoni, está funcionando normalmente todas as sextas-feiras, das 8h às 16h, cumprindo todos os protocolos sanitários que o momento requer.  

A Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania, responsável pelo Programa, garantiu as condições e orientou artesãos e artesãs sobre a necessidade de reforço para atender os consumidores com segurança na retomada das atividades. A distância entre as barracas foi ampliada, foram instaladas  barreiras para o acesso do consumidor e todos os feirantes estão utilizando  máscaras e disponibilizando álcool em gel para o público.