Pular para o conteúdo principal

Instrutor, ajoelhado perante voluntário, demonstra como fazer massagem cardiorrespiratória; em auditório, mais de vinte pessoas, sentadas ou de pé, acompanham a explicação.
Foto: Carolina Rodrigues

Primeiros socorros são ensinados em Academia da Cidade

02/02/2018 | 14:00 | atualizado em 09/02/2018 | 16:13

Orientar os alunos sobre como identificar e proceder diante de algumas situações de emergência. Com este objetivo, aproximadamente 120 alunos da Academia da Cidade do Confisco participaram da palestra de Primeiros Socorros ministrada pelo enfermeiro do Centro de Saúde Confisco, Igor Rezende. O evento foi realizado nos dias 24 e 25 de Janeiro, na Academia da Cidade do Confisco, região da Pampulha.

 

Igor Rezende falou sobre cada situação de emergência como parada cardiorrespiratória, engasgo, convulsão, síncope e hipoglicemia. Também foram  feita simulações de atendimento destes casos com a participação dos alunos da Academia.

 

Professora na Academia da Cidade do Confisco, Carolina Rodrigues contou que a ideia surgiu por causa de situações que acontecem durante as atividades físicas da Academia: “Às vezes, alguns alunos vêm fazer as atividades sem tomarem o café da manhã e acabam passando mal por causa da hipoglicemia. Por isso, pensamos em estender o tema, abordando outras situações de emergência.”, explica Carolina.  A ideia foi aprovada pela gerente do Centro de Saúde Confisco, Doriana Ozólio, que liberou o profissional de enfermagem para ministrar a palestra.

 

Os resultados foram positivos. A costureira Miriam Almeida, 61 anos, elogiou a iniciativa. "Achei excelente. O enfermeiro Igor foi muito claro nas explicações e também nos exemplos, com aula prática e tudo! Todos nós aprendemos muito e a cada pergunta ele esclarecia tudo, sempre deixando claro o que devíamos fazer”, contou. Para Miriam, a experiência foi prazerosa: “Nem vi o tempo passar! Espero que tenhamos mais palestras como esta", disse.

 

Para a professora Carolina Rodrigues a experiência colaborou para que todos tenham mais segurança caso passem por alguma das situações de emergência tratadas na palestra. A professora Aline Paiva achou que o objetivo foi alcançado: “O enfermeiro Igor abordou os temas de forma bem clara, permitindo total compreensão por parte dos alunos”, disse.

 

A aluna Maria Helena Lopes, 57 anos, achou a palestra de grande importância e bem instrutiva: "O enfermeiro nos ensinou e orientou, mostrando passo a passo como proceder caso encontremos alguém que precise de socorro e as providências a serem tomadas depois de realizados os primeiros procedimentos. Este socorro é muito importante e pode salvar uma vida".