Pular para o conteúdo principal

Informativo sobre o Coronavírus em Belo Horizonte
Foto: Arte PBH

Prefeitura vai auditar doses das vacinas contra Covid aplicadas nos hospitais

25/01/2021 | 18:57 | atualizado em 25/01/2021 | 19:02

Na última semana, a Prefeitura de Belo Horizonte distribuiu as doses da vacina contra a Covid-19, do Instituto Butantan e do laboratório Sinovac Biotech, enviadas pelo Ministério da Saúde. Junto às remessas, a Secretaria Municipal de Saúde repassou aos hospitais os critérios para a vacinação e ainda informou que irá realizar auditorias nos hospitais, para verificar se as normas estabelecidas estão sendo cumpridas.

 

Dentre os critérios está o grupo prioritário que deve, neste momento, receber o imunizante. Seguindo as diretrizes estabelecidas pelo Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 e, de acordo com a quantidade de doses recebidas, a Prefeitura definiu pela imunização dos trabalhadores ativos:

 

  • de 49 hospitais (públicos, filantrópicos, privados);
  • das nove Unidades de Pronto-Atendimento da capital (UPAs);
  • do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU)

 

A orientação é que os trabalhadores das instituições afastados por pertencer ao grupo de risco não devem receber a vacina. 

 

A Prefeitura já distribuiu 61.368 mil doses referentes à primeira etapa de vacinação. Além dessas, outras 6.882 foram entregues diretamente pela Rede de Frio da Secretaria Estadual de Saúde para os hospitais Militar, Eduardo de Menezes e Júlia Kubitschek, contemplando as duas fases da vacinação. A responsabilidade da aplicação do imunizante é de cada instituição. A previsão para a aplicação das segundas doses para as pessoas vacinadas é de até 21 dias.

 

Outra norma é a obrigatoriedade do registro das doses aplicadas no Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI), de acordo com o protocolo específico. Devido à instabilidade no sistema, a Prefeitura disponibilizou para os hospitais formulários que viabilizam o monitoramento dos indicadores de imunização no município. Tão logo o sistema seja regularizado, esses dados serão incluídos no sistema nacional. 

 

A Prefeitura também está disponibilizando o canal da Ouvidoria para receber denúncias de aplicação de vacinas em pessoas que não pertencem a este primeiro grupo prioritário.


 

Hospitais que receberam doses da vacina Coronavac

  • Associação Mário Penna
  • Biocor Instituto
  • Casa de Saúde Santa Maria
  • Centro Oftalmológico de Minas Gerais
  • Clínica Urológica
  • Complexo Hospitalar São Francisco
  • Hospital Alberto Cavalcanti
  • Hospital André Luiz
  • Hospital Belo Horizonte
  • Hospital Belvedere
  • Hospital da Baleia
  • Hospital da Mulher e Maternidade Santa Fé
  • Hospital da Polícia Militar
  • Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais
  • Hospital Eduardo de Menezes
  • Hospital Evangélico de Belo Horizonte
  • Hospital Felício Rocho
  • Hospital Galba Veloso
  • Hospital Governador Israel Pinheiro (Ipsemg)
  • Hospital Infantil João Paulo II
  • Hospital Infantil Padre Anchieta
  • Hospital Infantil São Camilo Unimed
  • Hospital João XXIII
  • Hospital Júlia Kubitschek
  • Hospital Keralty
  • Hospital Lifecenter
  • Hospital Madre Teresa
  • Hospital Mater Dei – unidades Contorno e Santo Agostinho
  • Hospital Metropolitano Doutor Célio de Castro
  • Hospital Metropolitano Odilon Bherens
  • Hospital Paulo de Tarso Geriatria e Reabilitação
  • Hospital Renê Guimarães
  • Hospital Risoleta Tolentino Neves
  • Hospital São Lucas
  • Hospital Sara Kubistchek
  • Hospital Semper
  • Hospital Sofia Feldman
  • Hospital Unimed – Unidade Contorno
  • Hospital Universitário Ciências Médicas
  • Hospital Vera Cruz
  • Instituto de Otorrino de Minas Gerais
  • Instituto Orizonti Oncomed
  • Instituto Raul Soares
  • Maternidade e Hospital Octaviano Neves
  • Maternidade Odete Valadares
  • Maternidade Unimed – Unidade Grajaú
  • Neocenter Maternidade
  • Santa Casa de Belo Horizonte
  • Socor