Pular para o conteúdo principal

Mulher vacina um senhor em situação de rua.
Adão Souza/PBH

Prefeitura realiza mutirão para população em situação de rua

07/06/2018 | 14:45 | atualizado em 07/06/2018 | 15:35

Nesta quarta-feira, dia 6, foi realizada a segunda edição da ação “Integra Pop Rua”. Durante toda a tarde foram ofertados serviços como vacina contra a Influenza e Febre Amarela, orientações sobre tuberculose, saúde do idoso, planejamento reprodutivo e infecções sexualmente transmissíveis. A ação também contou com atividades físicas com aula da Academia da Cidade, corte de cabelo e manicure, além de informações sobre benefícios assistenciais e direitos sociais. O Integra Pop Rua foi realizado no Centro de Referência da População de Rua – Centro Pop, localizado na região Centro-Sul da capital e atendeu cerca de 300 pessoas.


De acordo com Thatiany Paola, referência técnica da Diretoria Regional de Saúde Centro-Sul, o evento é uma forma de ampliar o acesso aos serviços da Rede SUS-BH. “Essa ação permite uma integralidade entre os serviços e possibilita o fortalecimento do vínculo desses usuários com as unidades da Prefeitura. Aqui já é um espaço de vivência deles e quando trazemos esses serviços facilitamos a entrada deles em nossa rede”, afirmou.


Alaene da Silva, 44 anos, foi uma das pessoas que utilizou os serviços oferecidos pela Integra Pop Rua. Ela frequenta o Centro de Saúde Oswaldo Cruz e aproveitou a ação para tomar as vacinas e pegar preservativos. "A gente gosta de ser tratado com respeito. A situação que a gente vive não é fácil, mas somos dignos de ser bem atendidos”, considerou.


Daniel Cristino Gibson, de 44 anos, é natural do Paraná. Ele chegou em BH há três anos, acabou ficando na cidade e não quis perder a oportunidade de passar pelo circuito. “A gente que leva essa vida na rua não se liga muito com essas coisas de saúde, então eu acho importante esse trabalho. Quando tem a chance a gente cuida”, relatou.


Para as orientações da saúde, foram convidados médicos residentes de Família e Comunidade do Hospital Metropolitano Odilon Berhens e acadêmicos de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).


Atendimento na Rede SUS-BH

O atendimento para a população em situação de rua acontece de forma multidisciplinar e intersetorial (políticas de assistência social, segurança alimentar, educação, entre outras). Por ser uma população vulnerável, a SMSA também oferece assistência de Saúde Mental, seguindo as diretrizes da Reforma Psiquiátrica (política nacional de saúde mental) e os princípios da luta antimanicomial do Ministério da Saúde. Neste sentido, o Consultório na Rua atua junto à população em situação de rua que faz uso abusivo de álcool e outras drogas.