Pular para o conteúdo principal

Agente dá informações sobre aleitamento a duas gestantes
Foto: Mara Damasceno

Prefeitura promove oficinas de incentivo ao aleitamento materno

24/09/2019 | 20:42 | atualizado em 25/09/2019 | 09:32

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio do Centro de Saúde São Paulo, ofertou, nesta terça-feira, dia 24, oficinas de incentivo ao aleitamento materno. As atividades foram realizadas das 9 às 12h, em uma quadra da Prefeitura localizada na rua Aiuroca, 425, bairro São Paulo, na regional Nordeste. O evento teve o objetivo de estimular as gestantes, mãe com bebês e também os pais a garantirem a alimentação saudável dos seus filhos: o aleitamento materno exclusivo até os seis meses de idade.

 

 As ações foram bem diversificadas e o público teve à disposição as oficinas “Mamãe Sarada”, “Amamenta e Alimenta”, “Avaliação da Boquinha”, “Mamãe Eu Quero Mamar” e “Ordenha, Conversação e Estimulação”. Além das oficinas, também integraram a programação uma roda de conversa com uma pediatra sobre os marcos do desenvolvimento da criança, alguns momentos de Shantala, onde as mães puderam aprender como massagear os seus bebês e, ainda, um café compartilhado.

 

Kenia Ribeiro Gabriel Costa, gerente do Centro de Saúde São Paulo, destacou a importância da sensibilização das mães e familiares para o aleitamento materno. “Queremos envolver as mães, os pais e demais familiares nesse trabalho, pois ainda existem muitos mitos em relação ao ato de amamentar. Há mães que acham que os seios caem ao amamentar os seus filhos e outras pensam que o leite materno sozinho não é suficiente para sustentar o bebê e esses pensamentos não são verdadeiros”, disse Kenia.

 

 A gerente da unidade de saúde reforçou ainda os benefícios do leite materno. “É um alimento completo, com a temperatura ideal e disponibilidade imediata, sendo a alimentação ideal e capaz de proteger os bebês de muitas doenças comuns na primeira fase da vida”, enfatizou a gestora.

 

Para as mães e gestantes que participaram do evento, as orientações, cuidados e informações recebidas foram muito valiosas. “Quando eu tive o meu primeiro filho eu passei por muitas dificuldades por falta de experiência e orientação, inclusive em relação à amamentação. Agora, grávida pela segunda vez, quero preparar-me melhor para acolher, amamentar e cuidar do meu bebê que logo nascerá”, disse Edilaine Cardoso, 29, moradora do bairro São Paulo.

 

Danielle Souza, 32, grávida do primeiro filho, também participou ativamente das atividades. “Encontros como esse são muito importantes para o nosso aprendizado. Pretendo amamentar o meu filho exclusivamente com o leite materno nos seus primeiros seis meses de vida e as orientações que recebi nesse evento foram muito valiosas”, disse a gestante.

 

 As atividades foram coordenadas pela equipe do Centro de Saúde São Paulo, integrada por fonoaudiólogo, nutricionista, psicólogo, farmacêutico, pediatra, enfermeiro, dentista, auxiliares de enfermagem, assistentes administrativos, agentes comunitários de saúde e educador físico da Academia da Cidade. O evento também contou com a participação dos acadêmicos da Escola de Enfermagem e do curso Gestão de Serviços de Saúde da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e os do curso de Fisioterapia da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-Minas), que desenvolvem o estágio obrigatório na unidade de saúde.