Pular para o conteúdo principal

Imagens da exposição de peças afro-brasileiras
Foto: Ricardo Laf

Prefeitura lança vídeo-catálogo de exposição sobre influências afro-brasileiras

07/04/2021 | 13:49 | atualizado em 08/04/2021 | 11:12

A Secretaria Municipal de Cultura e a Fundação Municipal de Cultura lançam nesta quinta-feira, dia 8, às 10h, o vídeo-catálogo da exposição “NDÊ! Trajetórias Afro- Brasileiras em Belo Horizonte”. A mostra, exibida no Museu Histórico Abílio Barreto (MHAB) pelo período de dois anos - de novembro de 2018 a novembro de 2020 - apresentou a multiplicidade e a diversidade de contribuições africanas e afro-brasileiras para a construção da história da capital mineira. O vídeo-catálogo poderá ser assistido na íntegra no canal da FMC no Youtube. 

 

Produzido no formato audiovisual, o catálogo apresenta depoimentos de diversos personagens, entre eles as próprias curadoras da mostra, Josemeire Alves Pereira e Simone Moura. O catálogo traz, ainda, parte do rico acervo de cerca de 300 peças exposto na mostra, com imagens e vozes de mulheres e homens negros (as), captados em situações diversas: de trabalho, lutas políticas, insurgências, religiosidades e vida familiar, nas mais diferentes temporalidades. O vídeo, que teve a maior parte do conteúdo gravado em 2020, foi produzido seguindo todos os protocolos sanitários estabelecidos pela Prefeitura para o combate à Covid-19.

 

Para Fabíola Moulin, secretária Municipal de Cultura e presidenta interina da Fundação Municipal de Cultura, o lançamento do vídeo-catálogo é mais um passo importante para promover as reflexões sobre os múltiplos agentes e culturas que compõem a sociedade belo-horizontina. “Com o vídeo-catálogo, o conhecimento sobre a nossa história é ampliado por meio dos relatos apresentados que contam, situam e caracterizam vivências de famílias, pessoas e coletivos”, afirma Moulin. 

 

A exposição “NDÉ! Trajetórias Afro-brasileiras em Belo Horizonte” marcou um importante momento de diálogo e de valorização da cultura negra, reconhecendo sua contribuição na formação da sociedade belo-horizontina. As trajetórias e experiências afro-brasileiras teceram a trama desta exposição, que evidenciou uma Belo Horizonte alicerçada em um território negro. 

 

MHAB oferece atividades virtuais

 

O Museu Histórico Abílio Barreto oferece ao público atividades virtuais disponíveis gratuitamente, entre elas a visita virtual à exposição “Complexa Cidade”, que traz objetos, vestígios arqueológicos, mapas, fotografias, pinturas e representações literárias que propõem ao visitante uma reflexão acerca da complexidade da cidade e das múltiplas maneiras de ocupá-la. 

 

A mostra explora a história de Belo Horizonte, retratada ao longo dos cômodos do Casarão do MHAB, umas das construções mais antigas da cidade. O tour virtual perpassa os dois circuitos de visitação da mostra – Habitar a Casa e Habitar a Rua –, que são complementares e articulam as dimensões privada e pública da cidade. As visitas virtuais podem ser feitas por meio do portal da Prefeitura.  

 

O  museu também oferece mediações educativas pela internet. Trata-se de uma adaptação para o ambiente virtual das mediações habitualmente oferecidas de forma presencial pelo Educativo do Museu. Estão disponíveis cinco diferentes experiências formativas, que abordam aspectos como a construção da nova capital, a ocupação e intervenção urbana, o legado afro-brasileiro na cidade, as relações sociais e dinâmicas urbanas, além da própria prática museal, entre outras.  O agendamento deve ser feito por meio do Portal de Serviços da Prefeitura, com a busca do item “Atendimento Educativo Virtual Museu Histórico Abílio Barreto”. 

 

Atualmente, o Museu Histórico Abílio Barreto encontra-se temporariamente fechado para visitação presencial, em cumprimento ao Decreto Municipal 17.562, de 5 de março de 2021, em função das medidas sanitárias de combate à Covid-19.