Pular para o conteúdo principal

Informativo sobre o Cornavírus em Belo Horizonte
Foto: Arte PBH

Prefeitura fornece alimentos a comunidades tradicionais de Belo Horizonte

31/03/2020 | 17:14 | atualizado em 31/03/2020 | 17:20

A Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania (SMASAC), está distribuindo alimentos em caráter emergencial e complementar para famílias indígenas e quilombolas do município, como forma de garantir a segurança alimentar destes povos durante o período de isolamento para contenção do contágio pelo Coronavírus, causador da Covid-19.

A Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional estabelece os povos e comunidades tradicionais como público prioritário para o atendimento. Nesse sentido, receberam doações através das entidades cadastradas no Banco de Alimentos da Subsecretaria de Segurança Alimentar e Nutricional, 17 famílias indígenas de diferentes regionais da cidade e 48 famílias dos quilombos Mangueiras, Manzo Ngunzo Kaiango e  Souza.

Mais de uma tonelada de alimentos, entre não perecíveis, frutas, verduras e legumes, já foi distribuída, atendendo cerca de 250 pessoas. Ainda nesta semana, além das já atendidas, mais 23 famílias do quilombo dos Luízes receberão os donativos,  incluindo cerca de 60 pessoas ao total de beneficiados.

O atendimento de orientação, identificação e encaminhamento desse público é realizado pela Diretoria de Políticas da Igualdade Racial, órgão vinculado à Subsecretaria de Direito e Cidadania.