Pular para o conteúdo principal

Prefeitura e UNA levam plantas e tempero a espaços públicos

10/08/2017 | 17:47 | atualizado em 23/08/2017 | 09:27

Uma parceria bem temperada que tem como objetivo tornar Belo Horizonte uma cidade cada vez mais sustentável deu o seu primeiro passo na manhã desta quinta-feira, dia 10 de agosto. A Prefeitura, por meio da Secretaria Adjunta de Segurança Alimentar e Nutricional, e o Laboratório Ecossistêmico Interdisciplinar de Aprendizagem (LEIA) do Centro Universitário UNA, plantaram, em um parklet localizado na Rua Antônio de Albuquerque, em frente ao número 749, na Savassi, mudas de tomilho, alecrim, salsa, sálvia, manjericão e uma bela jabuticabeira. O plantio é o primeiro de um projeto que pretende dar novo uso aos parklets que estão espalhados em vários cantos da cidade e fazem parte do programa Varanda Urbana, criado pela Prefeitura, em 2015.
 

Contando ainda com a parceria do grupo Begreen, que cultiva produtos totalmente orgânicos e doou a maioria das mudas, e de comerciantes locais, que cuidarão das plantas, a iniciativa quer envolver também o cidadão que passa no local. Além de ajudar no cuidado das mudas, os interessados também poderão colher os produtos para consumo. Segundo a secretária de Segurança Alimentar e Nutricional, Darklane Rodrigues, a proposta quer interferir positivamente na relação que as pessoas têm com o espaço público.  “A ideia é promover uma intervenção na cidade na perspectiva da agricultura urbana, trazendo conceitos próprios da produção de alimentos saudáveis. Essas são intervenções que tem nas pessoas o consumidor, mas também o cuidador do espaço, visam construir uma cidade mais saudável que trate a produção agroecológica como algo permanente e cotidiano”, explicou Darklane.

 

Extensão

Mantido como projeto de extensão, o Laboratório Ecossistêmico reúne alunos dos cursos de gastronomia, arquitetura e moda da UNA, que são voluntários no trabalho de organização e plantio das hortas criadas nos parklets. Segundo a coordenadora do laboratório, a gastróloga Rosilene Campolina, a parceria com a Prefeitura visa incentivar um novo jeito do cidadão enxergar e conviver com alguns espaços da cidade. “A nossa proposta tem como objetivo criar e cuidar de hortas urbanas, além de outras práticas sustentáveis que envolvem vários cursos e formações. Queremos estabelecer esta conexão com a cidade criando ambientes mais verdes. Para cada projeto buscamos parcerias com órgãos públicos e plantamos mudas que se adaptam a cada um dos locais. Aqui procuramos plantar algumas mudas que são mais resistentes”, disse Rosilene.

 

Varanda Urbana

A Prefeitura criou o programa Varanda Urbana com o objetivo principal de promover o envolvimento direto dos cidadãos na construção e modificação dos espaços urbanos, além de mudar o caráter do espaço que tradicionalmente é ocupado na rua por estacionamento de veículos, com a instalação de parklets, utilizados como local de descanso e convivência dos cidadãos.  Na prática, os parklets são uma expansão do passeio público, provido com mobiliários urbanos fixos, ocupando cerca de duas vagas de estacionamento. Não há um modelo único para eles, mas o projeto deve cumprir requisitos de segurança e acessibilidade. A licença é emitida por até dois anos e pode ser renovada pela Prefeitura.

Últimas Notícias

Evento reúne atrações para a família no Parque Lagoa do Nado

Domingão Cultural acontece dia 27/8 de e tem atividades para toda a família, como mostra de filmes infantis e apresentações musicais

23/08/2017 | 09:07

Dia do Estagiário reúne centenas de jovens na Prefeitura

Palestra, pipoca e sessão de cinema marcaram o Dia do Estagiário, comemorado na sexta, dia 18 de agosto, na sede da Prefeitura de BH. 

22/08/2017 | 12:11