Pular para o conteúdo principal

Foto preta e branca de meninos olhando para uma camêra antiga
Foto: Divulgação PBH

Prefeitura de Belo Horizonte inaugura visitas virtuais a exposições em museus

10/12/2020 | 18:04 | atualizado em 10/12/2020 | 18:04

A Secretaria Municipal de Cultura e a Fundação Municipal de Cultura inauguram nesta quinta-feira (10) visitas virtuais a duas importantes exposições apresentadas em museus públicos municipais: “Alceu Penna – Inventando a Moda do Brasil”, em cartaz no Museu da Moda (MUMO), e “TV Itacolomi – A Pioneira de Minas”, mostra apresentada no Museu da Imagem e do Som de Belo Horizonte (MIS-BH). As visitas virtuais são gratuitas e podem ser acessadas pelo portal da Prefeitura.

Seguindo a tendência de grandes museus ao redor do mundo, o ambiente virtual permite o acesso aos conteúdos sem precisar sair de casa –  especialmente as pessoas de grupos de risco, que precisam manter rigoroso distanciamento social como prevenção ao contágio pelo Coronavírus. A novidade colabora, ainda, para ampliar o público das exposições, permitindo alcançar também pessoas de outras cidades, estados e países, democratizando o acesso aos acervos.

“As exposições virtuais são uma alternativa para o acesso do público às instalações e acervos dos museus, e vão ao encontro da tendência de fruição das artes em ambiente digital, que foi tão potencializada este ano em razão da pandemia da Covid-19 e que deve ser definitivamente incorporada à nossa rotina”, destaca Fabíola Moulin, secretária Municipal de Cultura e presidenta interina da Fundação Municipal de Cultura.

De forma interativa, as duas exposições poderão ser vistas no formato de 360°, através de um sistema de captura de imagens que faz com que o espectador, se sinta dentro do museu. O público poderá conferir todos os vídeos presentes na mostra e ver os acervos com legendas que contextualizam cada imagem e peça apresentadas. As visitas virtuais podem ser acessadas de qualquer dispositivo eletrônico conectado à internet – como computadores, celulares e tablets –, 24 horas por dia, todos os dias da semana.

 

“Alceu Penna – Inventando a Moda do Brasil”

A mostra, em cartaz no MUMO, conta a história de Alceu Penna a partir de recortes da sua carreira. Nascido em Curvelo, no interior do Estado, o artista é figura emblemática do cenário das artes no Brasil e transitou pelas áreas do design gráfico, jornalismo, ilustração, figurino, estilismo, publicidade e cenografia, sendo considerado o precursor do jornalismo de moda no Brasil. Ganhou fama pela criação da seção As Garotas, publicada semanalmente na revista O Cruzeiro, entre 1938 e 1964, revolucionando a moda e o comportamento no país durante aquele  período.

Com curadoria e direção da arquiteta e urbanista Luiza Penna de Andrade, sobrinha de Alceu Penna e atuante na preservação e memória da sua obra, a mostra apresenta parte dos figurinos e acessórios feitos pelo artista e doados pela família ao MUMO. A exposição também conta com a mostra Alceu Penna Decodificado, que exibe releituras de desenhos feitos pelos alunos do SENAI-Modatec/MG para a exposição no Minas Trend Verão 2019/2020, edição Em dias de sol, idealizada por Ronaldo Fraga. Ela conta com 15 modelos inspirados nos originais de Alceu Penna, que foram trazidos do papel para a realidade através do talento dos envolvidos no projeto.

A visita virtual à exposição “Alceu Penna – Inventando a Moda do Brasil” integra a programação da segunda edição do Mood – Festival de Moda de Belo Horizonte. A edição de 2020 tem ações em formato digital, com o objetivo de discutir alternativas para enfrentar as complexidades advindas da pandemia da Covid-19. Conheça a programação completa.

 

Exposição “TV Itacolomi – A Pioneira de Minas”

A mostra “TV Itacolomi – A Pioneira de Minas” reúne fotografias, depoimentos, objetos e registros audiovisuais que mostram o contexto histórico, artístico e de comunicação do primeiro canal de televisão de Minas Gerais. A história da TV Itacolomi está marcada pelo pioneirismo em diversas frentes. Em termos tecnológicos, foi considerada à época uma das emissoras mais modernas da América Latina. Sua cobertura jornalística inovou na maneira de tratar diversos assuntos, da política à cultura, do esporte ao entretenimento, e por criar formatos inovadores, a exemplo da revista eletrônica, realizada por meio do programa “A Noite na Guanabara”. Foi também responsável pelas primeiras transmissões ao vivo de jogos de futebol e por introduzir programação no horário da manhã – as demais transmissões no Brasil começavam somente a tarde.

O acervo do MIS-BH tem centenas de fotografias que remontam à história da TV Itacolomi, com cenas de seus bastidores, estúdios, cenários, gravações de programas, artistas, técnicos, equipamentos e eventos da emissora. Além disso, o Museu possui 22 entrevistas com apresentadores, técnicos, diretores e atores da extinta TV, gravadas dentro do projeto de História Oral “40 anos da TV Itacolomi”, em 1995.

Ambas as exposições também podem ser visitadas presencialmente nos respectivos museus, com acesso gratuito e seguindo todos os protocolos sanitários de prevenção à Covid-19. Para a visita presencial, é necessário agendamento prévio, pelo portal da Prefeitura, onde também é possível acessar mais informações sobre os horários de funcionamento dos espaços.