Pular para o conteúdo principal

Prefeitura acelera obras de urbanização das vilas São Tomás e Aeroporto

05/09/2018 | 19:15 | atualizado em 01/11/2018 | 15:53

Nesta quarta-feira, dia 5/9, o prefeito Alexandre Kalil, acompanhado do secretário municipal de Obras e Infraestrutura, Josué Valadão, e do diretor-presidente da Urbel, Claudius Vinícius Leite, visitou as obras realizadas pelo programa Vila Viva nas vilas São Tomás e Aeroporto, na região Norte da cidade. Retomadas em março deste ano, as intervenções incluem, além da urbanização, a construção de 520 unidades habitacionais. Durante a visita, o prefeito Alexandre Kalil destacou a importância do empreendimento e do reinício das obras depois de quatro anos de paralisação. “Apesar de eu ter falado que não ia fazer obra, essa é uma obra que não pode deixar de ser feita. São vidas de pessoas, é o mínimo que a gente pode fazer”, afirmou.

O prefeito assinalou que, além das vilas São Tomás e Aeroporto outros locais da cidade também estão recebendo intervenções. “Aqui estamos vindo com um programa habitacional ambicioso, tanto na parte de construção, quanto na parte de colocação de água e luz para esse povo que já estava estabelecido. Nós temos que dar dignidade ao povo que estava sofrendo tanto. Já retomamos aproximadamente 150 obras paradas, para fazer funcionar o que a cidade já tem. Até o final do meu mandato, pretendemos chegar a R$ 2 bilhões em obras”, assegurou.

A intervenção da PBH no local compreende obras de terraplanagem, drenagem pluvial, redes para abastecimento de água e esgoto, construção da ponte da rua Comendador Wigg - que fará a interligação viária entre as vilas Aeroporto e São Tomás, pavimentação de ruas e becos, construção do parque linear, construção do campo de futebol com arquibancadas e vestiários, além de iluminação pública.

Também serão construídas 520 unidades habitacionais, sendo 280 na Vila São Tomás, 120 na Vila Aeroporto e 120 no bairro Juliana. Das 520 unidades habitacionais previstas, 128 já foram entregues.

O recurso total previsto para o empreendimento é de aproximadamente R$ 148 milhões, sendo R$ 91 milhões provenientes do Programa Pró-Moradia, do Governo Federal, e R$ 57 milhões de contrapartida do Município.


Urbanização e integração

As obras nas vilas São Tomás e Aeroporto foram iniciadas em 2012, por meio do trabalho social, com a remoção das famílias que se encontravam em situação de insalubridade devido aos constantes transbordamentos ocorridos no Ribeirão Pampulha. Ao todo, mil famílias foram removidas da área, e ao final das intervenções serão reassentadas em locais seguros. A previsão é de que as obras sejam concluídas até o primeiro semestre de 2020.

“As obras estavam paralisadas há aproximadamente quatro anos e o prefeito Alexandre Kalil determinou a retomada do empreendimento. Era uma área de condições degradantes, sem qualidade de vida para os moradores. Estamos fazendo toda a urbanização e vamos integrar as comunidades das duas vilas com a construção de uma ponte. Aqui vai virar uma área de habitação digna para a população”, garantiu o secretário de Obras e Infraestrutura.
 

Últimas Notícias

Equipe do time de futebal Radiante, com cerca de 22 integrantes, comemora vitória do módulo B da Copa Centenário. Radiante e Taquarinense comemoram o título da Copa Centenário 2018

Radiante Futebol Clube e Taquarinense Futebol Clube são os campeões dos módulos B e C da Copa Centenário de Futebol Amador Wadson Lima 2018.

12/11/2018 | 19:42
Centro de Saúde Cafezal será reaberto com estrutura ampliada e novas instalações

A Prefeitura de Belo Horizonte vai entregar para a população, em dezembro, o novo Centro de Saúde Cafezal.

12/11/2018 | 19:33