Pular para o conteúdo principal

Foto da fachada do Centro de Referência da Juventude (rua Guaicurus, 50, Centro)
Foto: Stênio Lima/PBH

População atendida em unidades de acolhimento participa de gincana em BH

03/01/2019 | 20:26 | atualizado em 07/01/2019 | 19:30
O Centro de Referência da Juventude (rua Guaicurus, 50, Centro) recebe, durante todos os sábados de janeiro, das 9h às 12h, usuários das unidades de acolhimento institucional social de Belo Horizonte para atividades culturais, esportivas e artísticas da 1ª Gincana UAI Social. 

A ação, realizada pelo Instituto de Promoção Social e Humana Darcy Ribeiro e apoiada pela Prefeitura de Belo Horizonte, busca o fortalecimento do protagonismo dos usuários do serviço, por meio do resgate da autoestima, da formação cultural e humanitária, do desenvolvimento de respeito ao outro, de cooperação e de justiça.

A expectativa é reunir cerca de 250 usuários dos serviços de acolhimento institucional nos quatro sábados de atividades (5, 12, 19 e 26 de janeiro). Diretora da Proteção Social Especial da Subsecretaria de Assistência Social, Kátia Rochael assegura que a participação no evento pode contribuir para o desenvolvimento social dessas pessoas. “Consideramos relevante a iniciativa da entidade em realizar esta gincana em parceria com diversos atores, pois reconhecemos que uma atividade como esta possibilita a convivência e o desenvolvimento do trabalho coletivo, promovendo a inserção dos usuários nos espaços de cultura e de lazer de nossa cidade”, conta.

No último sábado, dia 26 de janeiro, depois de realizados jogos de perguntas e resposta e outras atividades culturais, serão conhecidas as equipes com melhor desempenho durante a Gincana.


Unidades de Acolhimento Institucional:


Conheça as Unidades de Acolhimento Institucional participantes da 1ª Gincana UAI Social e os serviços oferecidos em cada uma delas:

Albergue Noturno Tia Branca: Serviço de acolhimento institucional na modalidade de casa de passagem, de caráter emergencial, com abrangência territorial municipal.

Serviço de Acolhimento Institucional para Criança - Casa dos bebês: Serviço de acolhimento temporário da proteção socioassistencial, na faixa etária de zero a um ano de idade, preferencialmente filhos de mães usuárias de substâncias psicoativas, residentes no município de Belo Horizonte. O serviço oferece também acompanhamento à mãe do acolhido, em concomitância à saúde. 

Abrigos Reviver, Fábio Alves e Anita Gomes dos Santos I e II: São acolhimentos institucionais, com características residenciais, para homens adultos, em processo de saída das ruas, com funcionamento baseado na coparticipação (pessoas com autonomia para realizar as atividades da vida diária).
Ouça este conteúdo

Últimas Notícias

PBH realiza reconstrução da rede de drenagem na avenida dos Andradas

Reconstrução da rede de drenagem na avenida dos Andradas gera economia e mais segurança à população.

16/01/2019 | 19:44
Fachada do BH Resolve, durante o dia. Sala Mineira do Empreendedor, no BH Resolve, vai oferecer serviços da Fecomércio

Desde 15/1, a Fecomércio MG vai oferecer seus serviços na Sala Mineira do Empreendedor, no BH Resolve.

15/01/2019 | 19:50