Pular para o conteúdo principal

Criança em frente à nova pintura no muro da Creche São Tiago
Foto: Andréa Moreira/PBH

Plano de Obras da Educação é implantado na regional Pampulha

19/10/2018 | 15:43 | atualizado em 11/12/2018 | 18:50
O que a garotinha Nara Gonçalves, de três anos, mais gosta de fazer na creche onde passa todo o dia, é desenhar e escrever o próprio nome. Nos últimos tempos, ela tem ido para a escola com mais alegria: “A creche está mais bonita. Gostei mais da pintura da Minnie e do Mickey”, revela, se referindo à pintura externa no muro da Creche São Tiago, localizada no bairro São José.

A pintura, que tanto encantou Nara, é um pequeno exemplo dos resultados positivos da implantação do Plano de Obras da Educação na regional Pampulha. Os investimentos na região melhoraram a infraestrutura, contribuindo com o desenvolvimento pedagógico dos alunos e também levando mais conforto e alegria para as crianças atendidas. 

Na Creche São Tiago, o plano de obras possibilitou a construção de duas salas de aula, troca do piso do berçário, troca das janelas nas salas de aula, colocação de revestimento cerâmico nas paredes dos corredores e a pintura de todo o imóvel. Há mais de 40 anos, a instituição atende as famílias que moram no bairro São José, onde é grande a demanda para o acolhimento de crianças de até seis anos de idade. Atualmente são 93 crianças na faixa etária de quatro meses até cinco anos e seis meses. 

Coordenadora pedagógica há mais de 15 anos na instituição, Isabela Mara Moreira Machado afirma que os resultados foram muito positivos, em vários aspectos. “Proporcionar o melhor ambiente para nossas crianças é um sonho concretizado. Com a construção das novas salas e ampliação da capacidade de atendimento poderemos receber mais crianças, atender mais famílias e ainda ter a creche linda”, disse.  

A coordenadora conta que a satisfação das crianças em ver a creche de cara de nova é perceptível. Este é o último ano que Letícia Castro Leal, cinco anos, frequenta a creche, mas ela está muito feliz: “Eu ficava aqui desde pequenininha. O que eu mais gostei foi da minha sala pintada porque foi a que ficou mais bonita”, diz.

Para o presidente da Associação Assistencial São Tiago, mantenedora das creches São Tiago e Nossa Senhora das Neves, ambas no bairro São José, Luís Fernando de Abreu Xavier, os recursos destinados para a rede conveniada chegaram no momento certo.  “Foi uma atitude de valorização da parceria com a rede conveniada. Hoje somos parceiros com interesses comuns. Esse recurso foi a salvação das instituições. A melhoria foi de 100%: para as crianças, para a comunidade e  para os funcionários. Foi um presente para todos nós. Isso nos deu força para continuar nosso trabalho”, define. 
 

Ambiente aconchegante e seguro

O Centro Cristão Evangélico Educacional – Unidade II (CCEE II) funciona há oito anos no bairro Jardim Alvorada, instalado em um imóvel cedido pela Prefeitura em caráter de comodato. Atende, atualmente, 105 crianças de 1 a 5 anos. 

Com o investimento está sendo possível fazer a troca do piso, adequação dos banheiros para as crianças, construção de quatro salas para crianças de 1 a 3 anos, pintura de todo o imóvel e a adequação de um espaço para a implantação do berçário. Após a reforma, a expectativa é de ampliar o atendimento para 160 crianças. 
 
Vice-presidente e coordenadora geral da instituição, Zuleica Fernandes da Silva conta que a expectativa é das melhores. “Fiquei maravilhada com a possibilidade da reforma e desejei muito que acontecesse. Hoje estamos aqui, imaginando quantos rostinhos novos vamos receber em breve. Com a ampliação do atendimento, outras crianças vão poder receber todo o nosso carinho, atenção e o melhor: em um ambiente mais aconchegante”, afirma. 

Mãe da Alice Leal, de cinco anos, Luciana Leal de Oliveira está muito satisfeita com a reforma. “Minha filha estuda nesta creche desde os dois anos. Aqui eles têm muito carinho com as crianças e elas são prioridade em tudo: na educação, na alimentação e no cuidado. Com a reforma, melhorou muito, o ambiente ficou mais adequado, com mais segurança para nossas crianças”, relata. 

Desde os 11 meses de idade, Maria Luciana, dois anos, estuda na creche. Para a mãe, Lorraine Aparecida Gomes da Silva, o resultado foi um ambiente mais alegre. “O investimento no local onde as crianças ficam o dia todo é muito importante. A nova pintura trouxe muita alegria para eles e fez com que gostassem mais de estar na escola. Os pais também ficaram muito satisfeitos, dizendo que o ambiente está mais arejado e agradável. Como mãe, vejo a reação da minha filha que agora está mais empolgada com a escola”, define. 

Para Zuleica Silva, a reforma do espaço trouxe desafios, principalmente porque o atendimento não foi interrompido. “Com a ajuda das educadoras, as expectativas das crianças e a parceria dos colaboradores foi possível vencer. Tem sido gratificante ver a creche ficar mais bonita. Espero que a reforma nos impulsione a ir mais longe. A conquista do espaço melhor é o primeiro passo para alcançar uma educação de qualidade para nossas crianças”, considera a coordenadora. 
 

Escola adaptada para a Educação Infantil

A Escola Municipal Professora Alice Nacif, no bairro Itatiaia, atende atualmente 880 estudantes. Na Educação Infantil, são 120 crianças distribuídas em seis turmas: três pela manhã e três à tarde. Até 2017, não havia o atendimento à Educação Infantil na escola. Para receber as novas turminhas, a escola precisou de obras de adequação específicas para este público.

O projeto inclui reforma e adaptação dos banheiros para as crianças, construção de painel de azulejos, do parquinho e escovário, colocação de alambrados para melhoria da segurança, construção de rampa de acessibilidade exclusiva para a Educação Infantil e Programa Escola Integrada, instalação de grades e corrimãos, plantio de 550m² de grama na área do bosque e pintura das salas de aula da educação infantil.

O diretor Bruno Amorim de Araújo explica que a reforma garantiu um espaço privativo para as crianças. “A Educação infantil foi implementada este ano na escola. O recurso foi todo investido para a adequação do espaço. Assim, a escola conseguiu um espaço reservado, privativo para a educação infantil e adequado para as necessidades das crianças”, afirma.
 

19/10/2018. Obras da Secretaria de Educação - Pampulha. Fotos: PBH/Divulgação