Pular para o conteúdo principal

Visita da OPAS na Secretaria Municipal de Saúde
Foto: Divulgação PBH

Planejamento da Prefeitura para ampliação de leitos é destaque em visita da OPAS

25/06/2020 | 20:50 | atualizado em 30/06/2020 | 17:58

Médicos e pesquisadores da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) que vieram a Belo Horizonte para conhecer o trabalho de enfrentamento à pandemia do novo Coronavírus destacaram em relatório diversos pontos positivos na rede SUS/BH.  

 

Entre eles está a qualificação das equipes, incluindo os profissionais da urgência, para o cuidado com pacientes graves; o trabalho de telemonitoramento feito pelos centros de saúde; e a busca ativa das pessoas com doenças crônicas, como por exemplo, diabetes, hipertensão, cardiopatia e doença renal. Outro ponto destacado foi o planejamento da Prefeitura para ampliação de leitos e as medidas adotadas para aquisição de ventiladores.  

 

Os representantes tiveram acesso à estrutura e ao plano de ação adotado no município, como a abertura de centros especializados, implantação das teleconsultas, ampliação de leitos e a instalação do Laboratório de Testes PCR para Covid, que começou a funcionar nessa segunda-feira, dia 22. 

 

A comitiva visitou a UPA Leste, o Centro de Saúde São Geraldo, o Hospital Eduardo de Menezes e o novo laboratório de teste PCR para Covid para ver de perto a atuação na linha de frente dos profissionais e equipamentos da rede SUS/BH. 

 

“Belo Horizonte foi escolhida devido ao tamanho de sua população e pela rede de assistência. Queremos colher as melhores experiências para exportar para outros lugares. Belo Horizonte tem enfrentado essa pandemia fortemente, com todos os recursos e ampliando capacidades com muita agilidade. A adesão da população nos chama a atenção também, ela tem feito a sua parte”, disse a coordenadora de Vigilância, Preparação e Resposta a Emergências e Desastres do escritório da OPAS e da Organização Mundial da Saúde (OMS) no Brasil, Maria Almiron. 

 

Outra ação que chamou a atenção da comitiva da OPAS foi o inquérito sorológico adotado pelo município para testar os grupos de trabalhadores que, teoricamente, ficam mais expostos ao vírus, como profissionais de saúde, funcionários de supermercado, farmácias e transporte coletivo.  

 

“As nossas ações foram iniciadas precocemente e envolveram a rede de saúde como um todo. O nosso ponto de partida para o enfrentamento da pandemia foi a integração das áreas de assistência e vigilância, atenção primária, especializada, urgência e hospitais. É um trabalho coletivo que vem dando bons resultados”, afirmou a secretária adjunta de Saúde, Taciana Malheiros.


Últimas Notícias

Informativo sobre o Coronavírus em Belo Horizonte Prefeitura define diretrizes para contratação de leitos em hospitais privados

O processo de adesão será por meio de chamada pública para seleção simplificada, destinada a hospitais que preencham os critérios definidos.

02/07/2020 | 19:12
Informações da Prefeitura sobre o Covid-19 Prefeitura garante serviços de limpeza durante a pandemia

Varrição, coleta de resíduos comuns e orgânicos, capina, lavação, combate a deposições clandestinas de lixo, são exemplos dessas atividades.

01/07/2020 | 16:49