Pular para o conteúdo principal

Pisada de Caboclo celebra a cultura dos povos tradicionais de Belo Horizonte
Foto: Ricardo Laf

Pisada de Caboclo celebra a cultura dos povos tradicionais de Belo Horizonte

criado em 24/11/2022 - atualizado em 24/11/2022 | 13:55

O Centro de Referência da Cultura Popular e Tradicional Lagoa do Nado recebe neste domingo (27), a partir das 8h, a Pisada de Caboclo,  confluência de saberes que surge do encontro de vários povos, como os Pataxós, Pataxós hã hã hãe, Maxacalis, Xacriabás e 10 terreiros da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Promovida pelo Centro Nacional de Africanidade e Resistência Afro−Brasileira – CENARAB, em correalização com a Prefeitura de Belo Horizonte, o evento é para cultuar, celebrar, preservar, reconhecer e valorizar a ancestralidade desses povos. Em Belo Horizonte, a Pisada de Caboclo é realizada desde 2017, sempre no mês de novembro. Após dois anos de restrições impostas pela pandemia da Covid-19, o evento será retomado agora em 2022, integrando a programação especial da PBH “Novembro Preto: BH sem Racismo”. 


O encontro dos povos indígenas com os povos de terreiros e de tradição afro-brasileira remonta e revigora o potente encontro acontecido no início da escravidão no Brasil. Tal confluência nos dias de hoje é essencial para que se diminuam as distâncias geográficas de povos ligados intimamente e constantemente pela subjetividade de sua fé e a presença marcante dos encantados, guias e Orixás. 

“A Pisada de Caboclo é o encontro dos povos de terreiros de matriz afro-brasileira e indígenas, promovendo uma confraternização de celebração da vida, da ancestralidade e da resistência.”, afirma Bárbara Bof, diretora de Promoção dos Direitos Culturais da Fundação Municipal de Cultura. 

Durante o festejo, povos indígenas e povos de terreiros cantam e dançam juntos, em círculos, descalços, com os pés na terra. Seus cantos clamam e agradecem aos encantados e aos caboclos, que logo se fazem presentes tomando os corpos dos médiuns, manifestando em formas de fenômenos na natureza, como chuva, sol, vento, pássaros, tudo em harmonia em um só tempo, e então, a farta mesa de alimentos e bebidas típicas dessas culturas são partilhadas por todos os presentes enquanto acontecem a parte religiosa do encontro. 

O CENARAB 

O Centro Nacional de Africanidade e Resistência Afro−Brasileira (CENARAB) tem como missão institucional atuar na defesa dos direitos e na organização dos povos das tradições de matriz africana, na luta contra o racismo, pelo direito à vida e a preservação das práticas culturais e tradicionais, visando que esses, se auto sustentem econômica e socialmente através de sua organização. Além de lutar contra toda forma de violência e discriminação, racismo e preconceito. O CENARAB tem como propósito assegurar a democracia, a liberdade e o direito inalienável à prática religiosa, à tradição e à cultura tão diversas em nosso país. O CENARAB busca com suas ações assegurar o livre direito à organização das comunidades tradicionais de matriz africana, assegurando seus direitos à prática religiosa do segmento, bem como sua organização. 

Serviço
Pisada de Caboclo - A Celebração da Vida na Diversidade
Local: Centro de Referência da Cultura Popular e Tradicional Lagoa do Nado (Rua Min. Hermenegildo de Barros, 904, Itapoã)
Dia 27 de novembro, domingo, a partir das 8h
Entrada gratuita