Pular para o conteúdo principal

Imagem de um ônibus elétrico
Foto: Rodrigo Clemente

PBH participa de treinamento para implementação de ônibus elétrico

criado em 22/02/2022 - atualizado em 22/02/2022 | 15:27

Em meio aos preparativos para a implementação de um sistema de ônibus 100% elétrico, a Prefeitura de Belo Horizonte participou de um treinamento em eletromobilidade nesta segunda-feira, dia 21. O evento, realizado de forma on-line, teve o objetivo de aprimorar o conhecimento técnico, financeiro e institucional em eletromobilidade, bem como apoiar a preparação do projeto piloto que será realizado no município. 

O Projeto Mobilidade Elétrica é fruto de uma parceria do ICLEI/TAP (Governos Locais pela Sustentabilidade/Programa da Ação Transformadora) com a Prefeitura de Belo Horizonte/Secretaria Municipal de Meio Ambiente e a Cemig SIM. Envolve, também, o WRI Brasil na promoção de estudos e ações conjuntas nas áreas de mobilidade e desenvolvimento urbano sustentável do Município de Belo Horizonte. 

A iniciativa também é parte do projeto Urban LEDS, uma estratégia de desenvolvimento urbano de baixo carbono implementado pelo ICLEI e pela ONU-Habitat, em parceria com os governos locais. Por meio do LEDS Lab, série de workshops que fornece suporte técnico para a implementação de projetos-pilotos, o Urban LEDS II busca apoiar a transição ao desenvolvimento urbano de baixo carbono em países de economia emergente. 

No final do ano passado, foram iniciados os testes com um ônibus 100% elétrico no sistema de transporte coletivo municipal, fruto de uma parceria entre a Prefeitura de Belo Horizonte, a Cemig SIM, BYD, BHTrans, Secretaria Municipal do Meio Ambiente, ICLEI/TAP, WRI Brasil e Viação Torres. O ônibus circulou durante 30 dias, em quatro linhas em diferentes regiões de Belo Horizonte.

Esses testes subsidiaram um estudo, que está em fase final de conclusão, para avaliar o  desempenho, o consumo, a emissão de poluentes atmosféricos e de ruídos, além de verificar a viabilidade técnica e econômica de sua utilização no sistema de transporte público na capital. Vale destacar que, em 2021, a cidade aderiu à campanha global Race to Zero, assumindo a meta de neutralização do carbono até 2050. A utilização de energia elétrica como força motriz para automóveis é uma das estratégias de mitigação no disparo de combustíveis fósseis na atmosfera. 

O secretário municipal de Meio Ambiente, Mário Werneck, realizou a abertura do evento e destacou a elaboração do Plano Local de Ação Climática (PLAC) como um reforço do pioneirismo de Belo Horizonte nesta pauta, colocando o município como referência nacional em mudanças climáticas. 

“Em todos os lugares aonde vamos para tratar deste assunto, Belo Horizonte é citado como um caso de sucesso. Já estamos deixando um legado, fruto dos esforços desdobrados para cercar a problemática que é a emissão de combustíveis fósseis. Belo Horizonte é a nossa casa; é o ponto de apoio para que possamos chegar a lugares melhores”, destaca.