Pular para o conteúdo principal

Guarda Municipal entrega panfleto educativo à cidadã. Foto ilustrativa.
Foto: Adão de Souza/PBH

PBH leva ação educativa da Guarda Municipal à Praça Sete

07/12/2018 | 18:07 | atualizado em 02/04/2019 | 11:57
As pessoas que passaram pela Praça Sete, no Centro, por volta do meio-dia de sexta-feira, dia 7, tiveram a atenção atraída pela Banda de Música da Guarda Municipal e pela figura do casal de bonecos, mascotes da instituição. Tudo isso fez parte da estratégia usada para chamar a atenção do público para a ação educativa Operação Natal Seguro e contra Assédio Sexual a Mulheres no Transporte Público. O evento foi o primeiro de uma série que será realizada, durante o decorrer do mês, em outras praças e espaços públicos da capital.

Os guardas municipais fizeram a distribuição de folhetos entre as pessoas que passavam pela Praça Sete, com dicas de prevenção a serem adotadas para não se tornar vítima de furtos ou roubos durante esse período do ano, marcado pela grande movimentação de pedestres com sacolas e objetos que atraem a atenção de ladrões. Já as agentes femininas da Guarda Municipal e da BHTrans deram continuidade à entrega de apitos e cartilhas que orientam as mulheres sobre como devem agir ao sofrer importunação sexual nos coletivos.

O Grupo contra o Assédio Sexual a Mulheres no Transporte Público foi criado pela Prefeitura de Belo Horizonte para incentivar as vítimas a denunciarem os abusadores, já que a subnotificação era muito alta. As abordagens das integrantes do grupo tiveram início em outubro e, desde então, já foram distribuídos quase dois mil apitos e mais de quatro mil cartilhas pelas agentes femininas da Guarda Municipal e da BHTrans, nas estações de ônibus e nas plataformas de embarque do metrô.
 


Prisões

Desde o início da campanha, a Guarda Municipal já efetuou a prisão em flagrante de três acusados de importunação sexual. Integrante do Grupo contra o Assédio, a guarda municipal Aline Oliveira acredita que a campanha já surtiu efeitos. “A divulgação da estrutura disponibilizada para garantir à mulher o apoio necessário por parte da Guarda Municipal, da BHTrans e do Centro Integrado de Operações de Belo Horizonte (COP-BH), para o registro da denúncia e encaminhamento do acusado à polícia, por si só, já tem inibido a ação dos abusadores”, destaca.

O botão de assédio, que passou a funcionar na primeira semana de novembro em todos os ônibus que circulam em BH, foi responsável por duas das três prisões. Os equipamentos foram instalados pelo Consórcio Operacional de Transporte Coletivo de Passageiros por Ônibus do Município de Belo Horizonte (Transfácil). Após o botão ser acionado pelo motorista, a empresa consulta o GPS para saber a localização exata do veículo. A informação é repassada ao Centro Integrado de Operações de Belo Horizonte (COP-BH), que envia uma viatura da Guarda Municipal. O os agentes interceptam o ônibus e fazem  a condução dos envolvidos à Delegacia de Mulheres. Esse processo tem durado, em média, 10 minutos.



Hipercentro

A Operação Natal Seguro foi lançada na segunda-feira, dia 3, e irá se estender até 31 de dezembro. O patrulhamento do hipercentro foi reforçado com 607 guardas municipais. Os pontos principais de atenção são as praças Sete, da Estação e da Liberdade. A inclusão da Praça Vaz de Melo, no Complexo da Lagoinha, abrangendo ainda a passarela do metrô e a Praça do Peixe, tem sido bastante elogiada pela população.


As equipes da Operação Sentinela, Viagem Segura e os grupamentos de Operações Especiais e de Trânsito também participam das ações do Natal Seguro, o que faz com sua área de atuação alcance também os corredores das avenidas Antônio Carlos e Nossa Senhora do Carmo e garanta que os patrulhamentos ocorram durante 24 horas do dia, todos os dias da semana.


Na sexta, dia 7, os guardas municipais fizeram a distribuição de folhetos com dicas de autoproteção contra o ataque de ladrões e também contra a ação de golpistas, que costumam se aproveitar do período que antecede o Natal e o Ano Novo para fazer suas vítimas.



Comportamento seguro

Um dos folhetos distribuídos pela Operação Natal Seguro tem como foco os cuidados que devem ser tomados para ser um Cidadão Seguro. Nele é destacada a importância de estar sempre atento ao que ocorre ao seu redor, evitando usar fones de ouvido ou qualquer outro acessório que cause distração. Observar sempre a aproximação de pessoas em atitude suspeita, evitar usar o celular na rua, não portar grandes quantias em dinheiro e trazer sempre a bolsa e os objetos de valor junto ao corpo e nos bolsos dianteiros, respectivamente, também fazem parte das dicas.



Outro folheto, intitulado como Cidade Segura, alerta o cidadão para o fato de que comprar um produto furtado ou roubado se configura em crime de receptação. A compra de produtos pirateados e mercadorias vendidas sem nota fiscal também entra na lista de atitudes a serem evitadas.



A Unidade de Segurança Preventiva da Guarda Municipal, utilizada pelos integrantes da operação, é um equipamento fundamental para potencializar os trabalhos dos agentes. A unidade móvel é equipada com computador, acesso à internet e câmeras que possibilitam retransmitir imagens locais em tempo real ao COP-BH. A Unidade de Segurança Preventiva dispõe de infraestrutura adequada para garantir o bem-estar dos agentes de segurança, que tem a incumbência de cuidar também da manutenção da ordem pública, no combate a flanelinhas, entre outras irregularidades, sempre prestando dicas e orientações de segurança ao cidadão.