Pular para o conteúdo principal

Informativo sobre o Coronavírus em Belo Horizonte
Foto: Arte PBH

PBH inicia serviço de proteção a idosos que vivem em unidades de acolhimento

08/06/2020 | 16:23 | atualizado em 14/06/2020 | 16:10

Amparo e assistência à saúde. Para evitar o contágio e preservar a saúde de idosos com sintomas de Covid-19 que moram em instituições de longa permanência, a Prefeitura de Belo Horizonte está oferecendo um espaço de acolhimento durante a pandemia. O Serviço Provisório e Emergencial foi implantado no último dia 1º em prédio da rede municipal, ao lado da UPA Venda Nova (rua Padre Pedro Pinto, 175) e oferece proteção integral aos acolhidos, incluindo cuidados médicos, alimentação, camas e enxoval.

Os idosos vão contar com acompanhamento médico e de enfermagem, à disposição por 40 horas semanais e assistência de técnico de enfermagem 24 horas por dia. O acolhimento deve durar cerca de 15 dias para cada pessoa encaminhada. A ação tem como objetivo garantir mais proteção e cuidado assistencial às pessoas idosas com sintomas respiratórios leves sem indicação de internação hospitalar.

O serviço irá acolher idosos que vivem em instituições de longa permanência filantrópicas, que são conveniadas à Prefeitura de Belo Horizonte. O encaminhamento será feito pelos centros de saúde. Com um investimento de R$ 2 milhões, a iniciativa é uma ação intersetorial promovida pelas secretarias municipais de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania e de Saúde.

O novo serviço conta com a parceria do Instituto de Promoção Humana Darcy Ribeiro que cuidará da logística do local.

Essa medida visa garantir mais proteção a esse público e integra uma série de medidas tomadas pela Prefeitura. Em abril, foram repassados R$ 4 milhões de reais, do Fundo Municipal do Idoso, para as unidades que integram o Sistema Único da Assistência Social para reforço às medidas de prevenção ao contágio da Covid-19.

 


Últimas Notícias

Imagens da região da Comunidade Dandara durantes a urbanização PBH leva urbanização e melhorias na qualidade de vida à Comunidade Dandara

A Comunidade Dandara possui hoje cerca de 1,35 mil famílias morando nas mais de 20 ruas transversais.

12/08/2020 | 16:43
Imagens aérea do centro de Belo Horizonte PBH cria Comitê de Acompanhamento da Implementação da Lei Aldir Blanc

O comitê é composto por 23 integrantes, sendo 11 do executivo municipal e 11 da sociedade civil, além de um representante técnico da UFMG.

12/08/2020 | 16:43