Pular para o conteúdo principal

Quarto com três camas e um armário com grafite escrito "cidadania" em uma das paredes
Stênio Lima/PBH

PBH inaugura Unidade de Acolhimento Infanto-juvenil

29/12/2017 | 07:53 | atualizado em 09/01/2018 | 07:43

Belo Horizonte dá um importante passo na assistência e acolhimento a pacientes de saúde mental menores de idade. Nesta sexta-feira (29/12), a Prefeitura entrega à população dois novos serviços para jovens e adolescentes: a Unidade de Acolhimento Transitório Infanto-juvenil e a Hospitalidade Noturna no Centro de Referência em Saúde Mental Infantil (Cersami), ambos na região Nordeste da capital. 

A Unidade de Acolhimento é um novo serviço oferecido pela Prefeitura de Belo Horizonte, seguindo as diretrizes do Ministério da Saúde para o tratamento infanto-juvenil em saúde mental, e vai funcionar como complemento ao tratamento oferecido nos dois Cersamis, localizados nas regionais Noroeste e Nordeste. São dez vagas na Unidade de Acolhimento – sete para meninos e três para meninas. Os jovens atendidos no espaço serão encaminhados via Cersamis e/ou Centro Psíquico da Adolescência e da Infância (Cepai), gerido pela Secretaria de Estado da Saúde. 

A Unidade vai dar apoio a jovens e adolescentes com idade entre dez e 18 anos, em situação de vulnerabilidade social, uso abusivo de drogas com laços familiares frágeis e/ou em situação de rua, seguindo o projeto terapêutico estabelecido nos Cersamis. O tempo de tratamento para cada usuário varia de acordo com cada quadro, mas a previsão é de permanência no local no período máximo de seis meses. 


A estadia será acompanhada pelos profissionais da Unidade, que também terão apoio intersetorial dos serviços disponibilizados pela PBH. Os jovens terão suporte de moradia, apoio psicológico para a autonomia, apoio para reinserção no contato com a família, escola e mercado de trabalho e darão continuidade ao tratamento feito nos Cersamis. 

A equipe é composta por um psicólogo, dois assistentes sociais, seis cuidadores, enfermeira, serviços gerais e coordenação. A previsão de início de funcionamento é em janeiro de 2018. 

 

Cersami Nordeste 

O Cersami Nordeste passará a funcionar 24 horas, iniciando o serviço de Hospitalidade Noturna. A unidade atende usuários de saúde mental, jovens e adolescentes de até 18 anos, nos casos de urgência em crise, por uso abusivo de álcool e outras drogas. Até então o serviço funcionava das 7h às 19h. 

Com cerca de 40 atendimentos diários, o Cersami Nordeste é referência para moradores das regiões Nordeste, Norte e Venda Nova. Com a ampliação do horário de funcionamento, serão abertos mais cinco leitos noturnos para atendimento dos casos de jovens em situação de vulnerabilidade social e/ou clínica, que não podem voltar para casa e/ou são moradores em situação de rua.

Devido à ampliação do atendimento, houve incremento na equipe profissional, com acréscimo de seis técnicos de enfermagem, que farão o suporte no horário noturno. 

Ao todo, a unidade atende cerca de 440 adolescentes inscritos no Cersami. Parte deles é atendida em regime de permanência, ou seja, eles são buscados em casa pelo veículo da própria unidade e passam o dia no espaço. Os demais são atendidos em regime ambulatorial, recebem os cuidados, medicamentos e retornam para casa. 

O Cersami Nordeste conta com três psiquiatras, pediatra, cinco psicólogos, 22 técnicos de enfermagem, três enfermeiros, três terapeutas ocupacionais, dois assistentes sociais, oficineiro, redutor de danos e mais oito pessoas no administrativo, portaria e limpeza. A unidade conta ainda com três consultórios, sala de plantão, oficina de atividades, posto de enfermagem, farmácia, pátio, refeitório, cozinha e quatro banheiros. 

Esse é o segundo serviço de atendimento em saúde mental para jovens com até 18 anos oferecido em Belo Horizonte. O outro Cersami está localizado na região Noroeste e já funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana. 

A Unidade de Acolhimento Infanto-juvenil está localizada à rua Edson, 525, bairro União. O Cersami Nordeste fica na Praça Muqui, 191, bairro Renascença.