Pular para o conteúdo principal

Técnico recupera computadores em sala com diversos componentes. Em uma estante à frente à esquerda, há uma placa com os dizeres: Recondicionamento de computadores.
Foto: Divulgação/PBH

PBH amplia recuperação de equipamentos de informática

19/01/2018 | 16:33 | atualizado em 19/01/2018 | 18:20
O serviço de recondicionamento de computadores da Empresa de Informática e Informação do Município de Belo Horizonte (Prodabel) será ampliado este ano pela Prefeitura. A intenção é quebrar o recorde de equipamentos recuperados e também de pessoas capacitadas para executar o serviço.  

A meta é recondicionar mil computadores somente em 2018, o que representaria um aumento de 100% em relação ao ano passado, quando já houve um avanço em comparação a períodos anteriores. 

Um acordo firmado com o Governo Federal, por meio de parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, prevê um repasse de cerca de R$ 1,2 milhão ao município. Com a verba será possível criar novas turmas para cursos de capacitação oferecidos para jovens e adultos nas áreas de informática, recondicionamento e manutenção de equipamentos. A previsão é de que mais de 600 pessoas sejam beneficiadas. 

“A ampliação das atividades do Centro de Recondicionamento de Computadores vai representar um verdadeiro marco, com mais oportunidades para quem realmente precisa”, afirma Leandro Garcia, presidente da Prodabel.  

A parceria traz ainda outras novidades. Uma delas é a utilização de um carro para que seja feita a coleta dos equipamentos. Atualmente, o serviço conta com a coleta na própria unidade do bairro Ipiranga da Prodabel. Além disso, estão previstas a ampliação do espaço utilizado para o recondicionamento e a contratação de monitores e educadores. 



Recondicionamento

Em média, a cada três computadores doados é possível fazer um novo. Depois de prontos, eles são instalados nos mais de 300 Telecentros – espaços públicos e gratuitos de inclusão digital – da cidade ou doados para instituições filantrópicas. 

Com as máquinas, pessoas de todas as idades são inseridas no mundo da informática, seja por meio de cursos oferecidos ou até pela simples oportunidade de acessar um computador, uma vez que várias delas sequer possuem um equipamento em casa.

“O mais importante é que os computadores que muitas vezes estão encostados em casa ou em alguma empresa podem ser úteis a outras pessoas, principalmente as que se enquadram na situação de vulnerabilidade social. Uma simples doação pode transformar milhares de vidas”, reforça Leonardo Roscoe, diretor de Inclusão Digital da Prodabel.
 
 

19/01/2018. Parceria para crescer. Fotos: Divulgação/Prodabel