Pular para o conteúdo principal

Obra de drenagem reduz risco geológico no Conjunto Paulo VI
Foto: PBH/ Divulgação

Obra de drenagem reduz risco geológico no Conjunto Paulo VI

criado em 17/10/2022 - atualizado em 17/10/2022 | 15:03

A Prefeitura de Belo Horizonte concluiu mais uma obra de mitigação de risco geológico no Conjunto Paulo VI, na regional Nordeste da cidade, beneficiando diversas famílias da comunidade. Entregue no final de setembro, a obra no Beco Boa Esperança consolidou o sistema de drenagem na região. Para isso, foram investidos cerca de R$ 430 mil, provenientes dos cofres da PBH. A intervenção faz parte do Programa Estrutural em Áreas de Risco (Pear) da Companhia Urbanizadora e de Habitação de Belo Horizonte (Urbel) e do Programa de Gestão de Risco Geológico-Geotécnico do município, criado em junho deste ano, para reduzir as situações de risco na capital.  

 

Na região do Beco Boa Esperança, as águas desciam de vários pontos da encosta, de forma desordenada, o que colocava em risco as moradias localizadas mais abaixo. Com a obra, foi feita uma readequação do sistema de drenagem no local, com escadarias e passagens, para que as águas fossem conduzidas de forma adequada reduzindo, assim, as situações de risco geológico e evitando possíveis acidentes com as famílias.

 

O engenheiro da Diretoria de Áreas de Risco e Assistência Técnica (DRA) da Urbel, Marcos Figueredo, afirma que, além de segurança, a intervenção também trouxe qualidade de vida aos moradores. “No local havia bastante carreamento de material terroso e acúmulo de água nos telhados das casas, que vinham dos caminhos utilizados pelas pessoas, criando pontos baixos e convergentes. E a obra de drenagem possibilitou a condução das águas da maneira correta, evitando riscos e ainda reestabelecendo acessos às moradias, o que beneficiou o tráfego de pedestres na comunidade”, concluiu.

 

Conjunto de obras

De janeiro a setembro de 2022, por intermédio do Pear, a Urbel concluiu 66 obras de mitigação de risco geológico e outras 41 estão em andamento. Das obras de manutenção, 27 já foram feitas e 15 encontram-se em execução. Essas intervenções estão distribuídas por todas as regionais e vão desde obras realizadas em parceria com o morador - com assistência técnica, acompanhamento e fornecimento de material pela Urbel - até obras de maior porte que são executadas por empreiteiras.