Pular para o conteúdo principal

Mais de dez mulheres, sentadas em frente a computadores, com técnico acompanhando, ao fundo.
Foto: Divulgação PBH

Mulheres ganham oportunidades em curso de programação oferecido pela Prodabel

24/10/2019 | 17:39 | atualizado em 25/10/2019 | 19:21

O projeto Programando Sonhos traz, em sua segunda edição, uma nova perspectiva: um curso de programação só para mulheres. Cerca de 100 alunas estão participando da formação, que é ofertada pela Prefeitura, por meio da Empresa de Informática e Informação do Município de Belo Horizonte (Prodabel). As aulas começaram na primeira quinzena de setembro e vão até dezembro, quando as alunas receberão os certificados. O curso, gratuito, acontece de segunda a sexta, na Unidade Ipiranga da Prodabel, em dois turnos, manhã e tarde. As participantes recebem auxílio transporte e têm direito a lanche no local. 

 

De acordo com o presidente da Prodabel, Leandro Garcia, o projeto Programando Sonhos tem o objetivo de formar jovens programadores e inseri-los no mercado da Tecnologia da Informação, um campo que cresce a cada ano e necessita de profissionais capacitados. A primeira turma do projeto foi formada por 17 alunos, que concluíram o curso este ano. Três deles estão trabalhando na Prodabel e os demais em outras áreas de tecnologia. O curso para mulheres, chamado Programando Sonhos Delas, explica o presidente, nasceu da necessidade de ampliação do mercado de tecnologia para o sexo feminino, com o propósito de contribuir para que a sociedade seja mais inclusiva e solidária.

 

 

Mercado de trabalho

Para Isabela Carolina Borges, 22 anos, estudante de Arquitetura, o Programando Sonhos é um caminho para o mercado de trabalho. “A maneira como os professores nos apresentam o conteúdo nos ajuda muito. Esse curso vai me ajudar a entrar na área de Tecnologia da Informação e conseguir um emprego”, afirma. 

 

Cristiano Rodarte Vale, da gerência de Engenharia e Arquitetura de Software, está ensinando às alunas como criar uma página na internet. “Quero ensinar de forma sucinta como elas podem construir uma página na web, sua funcionalidade e porque ela aparece na tela do computador”, explica. Todos os instrutores do curso trabalham na Prodabel e têm vasta experiência na área de Tecnologia da Informação. 

 

Outras 1.200 mulheres já se inscreveram para participar de cursos. A diretoria de Inclusão Digital está buscando parcerias com empresas de Tecnologia da Informação para que as alunas do projeto participem de workshops e  conheçam melhor a área de trabalho em que serão inseridas. A ideia é que essas empresas parceiras acolham jovens do Programando Sonhos em seu quadro de funcionários.

 

“Dessa forma, queremos aproximar nossas alunas do mercado de trabalho, que está em franca expansão, e agora vai ganhar reforço com mulheres formadas pela Prodabel”, afirma o presidente da Prodabel, Leandro Garcia. Mais informações sobre o curso Programando Sonhos Delas podem ser obtidas pelo telefone 3277-6063 (Unidade Ipiranga da Prodabel).

 

 

24/10/2019. Mulheres ganham oportunidades em curso exclusivo de programação na Prodabel. Fotos: Divulgação/PBH


Últimas Notícias

criança em um pula pula Presença de Papai Noel e oficina de percussão são atrações do BH é da Gente

O BH é da Gente é realizado aos domingos em quatro regiões da capital, com atividades diversas para a criançada.

12/12/2019 | 18:01
Homem é servido em restaurante popular Restaurante Popular arrecada doações para o Almoço de Natal

A Prefeitura está recebendo doações para o tradicional Almoço de Natal do Restaurante Popular, servido gratuitamente, no dia 25 de dezembro.

12/12/2019 | 17:50