Pular para o conteúdo principal

Foto em preto e branco do Palácio Monroe (RJ) com partes demolidas ao redor. Imagem do filme Crônica da Demolição, documentário de 1976 dirigido por Eduardo Ades.
Foto: Divulgação

Mostra no MIS Cine Santa Tereza discute patrimônio urbano

23/10/2017 | 14:07 | atualizado em 07/11/2017 | 12:26

A Fundação Municipal de Cultura promove, de 25 a 29 de outubro, no MIS Cine Santa Tereza, a mostra “Olhares Cinematográficos Sobre o Patrimônio Urbano”. O evento visa estimular uma reflexão sobre a relevância do patrimônio cultural, por meio da exibição de filmes e realização de debates voltados para forma como enxergamos a cidade e de que maneira os símbolos, construções e ocupações nos ajudam ou não a construir/preservar o espaço urbano que queremos. As sessões são gratuitas, com ingressos distribuídos com 30 minutos de antecedência. A programação completa está disponível no site BH faz Cultura

 

Segundo Bruno Cortina, curador da mostra, as cidades têm sido constantemente representadas nos filmes ao longo dos anos. Seja apenas como plano cenográfico, seja como tema central do enredo, a paisagem urbana estimulou diferentes olhares na história do cinema sobre as formas como as pessoas se relacionam com o lugar onde vivem. “Dentre essa diversidade de temas, um deles assume papel de destaque para interpretarmos a forma como o ambiente urbano é construído, apropriado e interpretado pelas pessoas: o patrimônio cultural. Para além da importância da preservação, a identificação dos sentidos atribuídos ao patrimônio revela valores, símbolos, conflitos e conquistas na dinâmica da sociedade representada”, conclui.

 

Olhares Cinematográficos Sobre o Patrimônio Urbano

De 25 a 29 de outubro.

MIS Cine Santa Tereza (Rua Estrela do Sul, 89, Santa Tereza – Praça Duque de Caxias).

ENTRADA GRATUITA.

Informações para o público: (31) 3277-4699.

 

 

Programação

 

Dia 25 de outubro, quarta-feira, às 19h30

 

Abertura

Um Lugar ao Sol (Gabriel Mascaro | Brasil | 2009 | Documentário | 71 min)

Aborda o universo dos moradores de coberturas de prédio das cidades de Recife, Rio de Janeiro e São Paulo, discutindo privilégio, desejo, visibilidade, insegurança, status, poder e outros elementos que atravessam o paradigma arquitetônico e social brasileiro.

Sessão comentada por Natacha Rena (Professora Adjunta da Escola de Arquitetura/UFMG. Coordenadora do Grupo de Pesquisa Indisciplinar)

Classificação indicativa: livre.

 

 

Dia 26 de outubro, quinta-feira, às 19h

 

Cidade e Alteridade (Cristiano Silva e Arthur Senra | Brasil | 2017 | Documentário | 120 min)

Resultado de 13 projetos de pesquisa da Universidade Federal de Minas Gerais, o documentário discute o direito à cidade, como assentamentos e ocupações urbanas, pichadores e grafiteiros, povos e comunidades tradicionais, conservação ambiental, mineração, desenvolvimento rural sustentável e trabalhadores de rua. Produzido durante os anos de 2015 e 2016, o filme trata de uma cartografia a partir do audiovisual, de forma a reforçar o diálogo entre pesquisadores sobre as cidades, as pessoas e os grupos que nela vivem.

Classificação indicativa: livre.

 

 

Dia 27 de outubro, sexta-feira, às 19h30

 

Crônica da Demolição (Eduardo Ades | Brasil | 2015| Documentário | 89 min)

Em 1976, no Rio de Janeiro, o Palácio Monroe foi demolido e em seu lugar foi construída a praça Mahatma Gandhi, na Cinelândia. O documentário investiga as campanhas difamatórias contra o prédio, revelando os jogos de poder existentes por trás da decisão pela demolição.

Sessão comentada por Ana Beatriz Mascarenhas (Coordenadora do Festival Cine Memória. Arquiteta e urbanista, mestre em Ambiente Construído e Patrimônio Sustentável)

Classificação indicativa: livre.

 

 

Dia 28 de outubro, sábado

 

Às 17h | SESSÃO INFANTIL

Up - Altas Aventuras (Pete Docter, Bob Peterson| EUA| 2009| Animação / Comédia | 96 min)

Carl Fredricksen está prestes a perder a casa em que sempre viveu com sua esposa, a falecida Ellie, pois o terreno interessa a um empresário, que deseja construir no local um edifício. Carl amarra, então, milhares de balões em sua casa, fazendo com que ela levante vôo em direção a floresta na América do Sul. Após o início da aventura, ele descobre que Russel, um garotinho de 8 anos, super ansioso e que nunca foi nem para o quintal sozinho, embarcou junto.

Classificação indicativa: livre.

 

 

Às 19h

Encontros e Desencontros (Sofia Copolla | EUA | 2003 | Drama | 105 min)

Depois de fazer grande sucesso durante a década de 70, o astro de cinema Bob Harris encontra-se em declínio e, assim, aceita protagonizar um comercial de uísque que será rodado no Japão. O ator procura ambientar-se à cidade, mas as diferenças culturais tornam sua estadia bem mais complicada e, aliadas à dificuldade de fuso horário, impedem Harris de se adaptar, fazendo com que ele passe noites em claro. Então, ele conhece Charlotte, cujo marido, John, está em Tóquio para fazer algumas fotografias e que passa os dias sozinha no hotel. Juntos, eles decidem passear pela cidade enquanto conversam sobre inseguranças, frustrações e solidão, tidas como sensações características da vida nas grandes metrópoles.

Classificação indicativa: livre.

 

 

Dia 29 de outubro, domingo

 

Às 17h | SESSÃO INFANTIL

Wall-E (Andrew Stanton | EUA | 2008 | Animação | 98 min)

Num cenário em que a Terra está entulhada de lixo, Wall-E é um dos robôs deixados para trás para limpar o planeta. Sua vida consiste em compactar o lixo e colecionar objetos curiosos. Então ele conhece EVA, uma robô examinadora que foi enviada à Terra em busca de vegetais vivos.

Classificação indicativa: livre.

 

Às 19h

De Onde Eu te Vejo (Luiz Villaça | Brasil| 2016| Comédia Romântica | 90 min)

O filme explora a arquitetura de São Paulo enquanto conta a história de seus personagens através das memórias de Ana e Fábio. Ana vive no Edifício Louveira, prédio projetado pelo famoso arquiteto Vilanova Artigas. Seu ex-marido, Fábio, muda-se para o prédio da frente, outro edifício moderno. O casal se separa, mas passa a se observar o tempo todo pelas janelas dos edifícios, que ilustram a paisagem urbana da cidade, destacando seus aspectos históricos e arquitetônicos.

Classificação indicativa: livre.