Pular para o conteúdo principal

Milhares se reúnem para comemorar 10 anos de Lian Gong em BH

18/09/2017 | 13:23 | atualizado em 26/09/2017 | 15:10

Uma manhã de clima ameno e de céu azul foi o cenário perfeito para a comemoração dos 10 anos de Lian Gong em Belo Horizonte. Cerca de 2,5 mil praticantes da terapia chinesa se reuniram, no sábado 16 de setembro, na Arena Independência, para uma grande aula de Lian Gong. A prática trabalha corpo e mente e é especialmente desenvolvida para prevenir e tratar de dores no corpo.
 

O evento contou com a participação do prefeito, Alexandre Kalil, da Secretária Municipal de Assuntos Institucionais, Adriana Branco, do  Secretário Municipal de Saúde Jackson Machado Pinto, do Procurador-Geral do Município Tomáz de Aquino, além de pessoas importantes para a promoção da terapia no Brasil: Maristela Botelho - Presidente da Associação Brasileira de Lian Gong e ainda Maria Lucia Lee, Presidente de honra da Associação Brasileira de Lian Gong e responsável pela introdução da prática no Brasil em 1987.
 

Para o prefeito Alexandre Kalil, num país onde se tem tanto sofrimento, é muito importante que haja um programa de promoção à saúde. “A prevenção é coisa de primeiro mundo e é a coisa mais importante na saúde. Vamos apoiar e ampliar, porque este tipo de programa é economicamente e preventivamente importante para o município”. Já o Secretário de Saúde, Jackson Machado Pinto, destacou a forma como a capital abraçou e aderiu ao Lian Gong. “Belo Horizonte é a cidade do ocidente que conta com o maior número de praticantes da terapia. São quase 12 mil praticantes. O  Lian Gong é voltado para a promoção à saúde e para a  melhora da nossa harmonia com o meio ambiente, o que é  muito importante”, afirmou.
 

“Fizemos este evento com muita alegria e entusiasmo. São 10 anos de Lian Gong em nossa cidade e o resultado que conquistamos é fruto do empenho de muita gente e realmente temos que comemorar nesta importante ação de promoção à saúde”, explica a coordenadora do Lian Gong em 18 Terapias, Luzia Toyoko Hanashiro.
 

Benefícios

O Lian Gong atua na prevenção e tratamento de dores no corpo, além de contribuir para a melhoria da qualidade do sono. “A prática também atua no controle das emoções, diminuindo a ansiedade e depressão, além de estimular o convívio social”, acrescenta Luzia. A atividade enfatiza a abordagem do ser humano que interage o corpo e a mente e o integra com a natureza, melhora o funcionamento dos órgãos internos, estimula a percepção dos sentidos e busca o prolongamento da vida com qualidade.
 

Conceição de Fátima de 64 anos é praticante de Lian Gong há quase 10 anos. Ela frequenta a turma do bairro Milionários e começou a fazer a terapia para acompanhar o marido, que tem uma deficiência que afeta a mobilidade. “Antes da gente conhecer e fazer o Lian Gong, meu marido estava numa situação de só ficar na cama, sentindo dor. Desde então, nossa vida melhorou demais. Ele parou de sentir tantas dores e eu estou muito melhor, sem tristeza, sem angústia”, conta satisfeita. José Geraldo da Silva Vidal de 65 anos faz Lian Gong há dois anos. Ele pratica a terapia no Centro de Saúde Petrópolis, na região Oeste de Belo Horizonte e indica o Lian Gong para todos. “Depois que comecei a fazer, minha vida melhorou muito. Eu reduzi a dose de insulina que tomo todo dia e me sinto muito melhor. Meu sono melhorou 100% e estou muito bem disposto. Todo mundo tem que fazer!”, aconselha com muita empolgação.
 

A festa dos 10 anos do Lian Gong na capital trouxe praticantes de várias cidades de Minas Gerais e também de outros estados. Ana Maria Moraes, de 57 anos, é moradora de Contagem e há dois anos faz a prática. “Não quis perder essa comemoração. Eu conheci o Lian Gong por indicação médica e foi a melhor coisa que fiz na minha vida. Eu tomava muito antidepressivo e já diminuí a dosagem. Meu sono melhorou e, eu que já sou bem humorada, estou ainda mais feliz”, explica.
 

Serviço

O Lian Gong é oferecido nos Centros de Saúde e também em Academias da Cidade e outros equipamentos públicos da prefeitura, como CRAS e Centros Culturais, além de espaços como Associações de bairro, salões paroquiais, praças e parques. As aulas são gratuitas, oferecidas pela Prefeitura de Belo Horizonte. Atualmente o Lian Gong conta com 255 instrutores oferecendo a ginástica terapêutica em 196 espaços da cidade, totalizando mais de 10 mil praticantes.

 

 

16/09/2017. Alexandre Kalil nos 10 anos de Lian Gong em BH no Estádio Independência. Fotos: Rodrigo Clemente/PBH