Pular para o conteúdo principal

Mais de 1,5 mil aposentados deverão fazer a prova de vida em julho
Foto: Adão de Souza/PBH

Mais de 1,5 mil aposentados deverão fazer a prova de vida em julho

criado em 28/06/2022 - atualizado em 29/06/2022 | 17:50

A Prefeitura de Belo Horizonte estima que 1.565 aposentados e pensionistas que fazem aniversário em julho realizem a prova de vida no próximo mês. O procedimento é obrigatório e deve ser feito do dia 1º até 31 de julho, em qualquer agência ou posto de atendimento do Banco Bradesco (instituição financeira em que os servidores recebem seus salários).

Para evitar filas, a orientação é a de que os beneficiários se dirijam a uma unidade bancária entre os dias 11 e 25 de julho – período em que a circulação de pessoas nesses espaços é menor.

No banco, o aposentado ou pensionista deverá realizar o procedimento em um terminal de autoatendimento e imprimir o comprovante garantindo que a prova de vida foi finalizada.

Caso não tenha a biometria cadastrada ou não consiga realizar a prova de vida pelo equipamento de autoatendimento por qualquer motivo, os convocados deverão apresentar os documentos originais de identidade (ou outro comprovante com foto) e CPF ao atendente do Bradesco, nos dias e horários de funcionamento do banco.

Ação permanente

A prova de vida será realizada até o final do ano e cada grupo deve ir presencialmente ao banco até o último dia do mês de seu aniversário.

A Prefeitura esclarece que não é necessário o comparecimento daqueles que fizeram aniversário em 2022 nos meses de janeiro, fevereiro, março e abril. Nesses casos, eles terão obrigatoriedade somente em 2023.

Suspenso desde março de 2020 em razão da pandemia da Covid-19, o processo foi reativado em maio após a vacinação da maior parte da população, aliado à estabilidade dos indicadores epidemiológicos e assistenciais.

A prova de vida é coordenada pela Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão, por meio da Subsecretaria de Gestão Previdenciária e da Saúde do Segurado. O objetivo é certificar que o aposentado/pensionista da Prefeitura está vivo e, assim, inibir possíveis irregularidades no recebimento de salário por terceiros. Ao todo, a Prefeitura conta com aproximadamente 20.200 aposentados e pensionistas.

Pagamentos suspensos

Aproximadamente 1 mil aposentados ainda não realizaram a prova de vida nos meses de maio e de junho. Nesses casos, a Prefeitura informa que o crédito do benefício ficará suspenso até que o interessado regularize sua situação no Banco Bradesco.

O pagamento salarial será retomado no mês seguinte após a realização da prova de vida, respeitando a data de processamento da folha de pagamento.

Exceções

Nas situações relacionadas abaixo, a prova de vida poderá ser realizada fora dos equipamentos de autoatendimento ou das agências do Bradesco:

- Se for pensionista menor de 18 anos de idade;
- Caso esteja impedido de se locomover por questões médicas;
- Quando não possuir cadastro biométrico por qualquer motivo;
- Quando a biometria não puder ser lida por qualquer motivo;
- Para o beneficiário que tenha sido declarado absolutamente incapaz em processo judicial;
- Quando o beneficiário residir ou estiver em viagem ao exterior.

Nesses casos, consulte o Portal da Prefeitura de Belo Horizonte para mais informações.