Pular para o conteúdo principal

Aluno recebe certificado de participação de Jornada Literária de membro organizador do evento; ao fundo, cerca de dez crianças aguardam a sua vez de receber o certificado.
Foto: Divulgação PBH

Jornada Literária 2018 terá como foco o olhar sobre a escola

11/04/2018 | 18:38 | atualizado em 13/06/2018 | 17:11

Com o tema “Minha escola, meu espaço, novos olhares: Eu participo!”, a 8ª edição do Projeto Jornada Literária foi lançada na quarta-feira, dia 11 de abril. Cerca de 900 participantes, entre estudantes, professores, coordenadores e diretores das escolas da Rede Municipal de Educação, conheceram o tema deste ano, anunciado pela gerente dos Anos Finais do Ensino Fundamental da Secretaria Municipal de Educação, Noara Resende. Além do lançamento da edição 2018 do projeto, os presentes prestigiaram os classificados e os demais participantes da edição de 2017.

 

Durante a abertura do evento, a secretária Municipal de Educação, Ângela Dalben, desejou boas-vindas e destacou a importância da iniciativa e o envolvimento de todos no projeto. “É uma alegria estar aqui participando deste projeto, que incentiva que vocês leiam cada vez mais. Este ano, mais do que nunca, vocês pensarão na escola, lugar de conviver e aprender a fazer um mundo melhor. Temos que bater palmas para o trabalho dos nossos professores, tão importantes na construção deste momento bonito que estamos desfrutando aqui”, afirmou.

 

O professor de Língua Portuguesa e coordenador do projeto na Escola Padre Marzano Matias, Fábio Moreira, contou que os alunos apresentaram uma grande evolução. “De modo geral, alguns alunos têm dificuldade em expressar suas ideias por meio da escrita. Fizemos um trabalho de contextualização do tema, trabalhamos leituras e depois iniciamos a fase de produção. Dessa forma eles tiveram a noção do passo a passo da escrita e o resultado foi muito satisfatório”, disse.

 

O estudante Eduardo Mendes Filho, do 8º ano da Escola Municipal Professora Eleonora Pieruccetti, participou do evento pela primeira vez e falou da animação em participar da iniciativa. “Eu gosto muito de ler e os professores falaram muito sobre a Jornada Literária. Estou feliz em participar este ano”, relatou.

 

 

Novidades

Algumas novidades movimentarão a 8ª edição do Jornada Literária. Uma nova categoria será criada: História em Quadrinhos (HQ). A categoria HQ soma-se as seis já existentes: Língua Portuguesa 2º Ciclo, Língua Portuguesa 3º Ciclo, Língua Estrangeira ou edição bilíngue, EJA, Relato de prática pedagógica do professor e Relato de participação do profissional em atuação na biblioteca.

 

Certificação dos participantes 2017

As escolas que tiveram suas produções selecionadas em primeiro, segundo e terceiro lugar, nas seis categorias da 7ª Edição do Jornada Literária, foram certificadas durante o evento. Com o tema “Eu leio, inspiro-me e conto: releituras”, a edição teve 12 obras classificas e mais de seis mil estudantes de 70 escolas participaram da iniciativa.

 

Gabriela Luísa, do 8º ano da Escola Padre Marzano Matias, afirmou que a escola aderiu ao programa com muito entusiasmo. “Todo mundo se envolveu na nossa escola. No início foi tenso para escrevermos, mas ao final é uma felicidade enorme. Hoje tenho um gosto pela leitura mais amplo”, afirmou a autora da crônica “SOS Ninjas”, publicada no trabalho “Primeiras Crônicas – Releituras”, resultado do trabalho daquela escola.

 

Jornada Literária

O Projeto Jornada Literária propõe a produção de um livro pelas escolas participantes, fruto do trabalho dos estudantes que são incentivados à escrita por meio de oficinas de produção de textos literários, além de atividades culturais variadas, como saraus, encontros com escritores, encenações teatrais e contações de histórias. Essas diferentes atividades buscam ampliar os conhecimentos linguísticos dos estudantes e favorecer para a aprendizagem. Em 2017, o projeto foi inserido como ação do Programa Leituras em Conexão.

 

Leituras em Conexão

Coordenado pela Secretaria Municipal de Educação (Smed), o Programa Leituras em Conexão, lançado em maio de 2017, foi desenvolvido com o objetivo de difundir projetos e ações de leitura e escrita nas escolas municipais e instituições parceiras. O programa busca fortalecer atividades já existentes, além de incentivar a criação de outras práticas ao longo de toda trajetória estudantil, do Ensino Infantil à Educação de Jovens e Adultos (EJA), pois, a Smed considera que o desenvolvimento do estudante como leitor, seja qual for a fase de ensino, é primordial para o seu desenvolvimento nas demais áreas do conhecimento e da vida.

 

Clique aqui e conheça as escolas certificadas na 7ª Edição da Jornada Literária.