Pular para o conteúdo principal

Jardim Zoológico recebe visita de voluntários internacionais

20/12/2017 | 09:16 | atualizado em 26/12/2017 | 10:48

Na primeira semana de dezembro três participantes do Programa Municipal de Voluntariado Internacional da Secretaria Municipal Adjunta de Relações Internacionais visitaram o Jardim Zoológico da Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica (FPMZB) para conhecer algumas atividades educativas e também recintos de animais, como gorilas, elefantes, répteis e pequenos primatas. Atualmente o programa conta com seis voluntários que atuam nas áreas de planejamento urbano, desenvolvimento econômico, comunicação social, saúde, transporte e meio ambiente.

 

Atual responsável por receber os profissionais que vêm de diversos países, Bruno Pimenta Starling, da Diretoria de Relações Internacionais da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, explica que o programa foi instituído em 2011 e formalizado em 2013 com o objetivo de proporcionar a estrangeiros residentes em Belo Horizonte a oportunidade de conhecer as políticas públicas implementadas pela Prefeitura de BH. 

 

Durante algumas visitas técnicas organizadas pela Diretoria de Relações Internacionais, os voluntários conheceram o Conjunto Moderno da Pampulha (Patrimônio Cultural da Humanidade); o Centro de Tratamento de Resíduos Sólidos (Aterro Sanitário); as unidades municipais de educação infantil (Umeis), o sistema de segurança da cidade, as políticas de Segurança Alimentar e Nutricional (programa ABasteCer), os restaurantes populares e o Mineirão.

 

A visita ao Jardim Zoológico foi acompanhada por técnicos da Gerência de Educação Ambiental, que apresentaram as dependências da FPMZB e as rotinas de trabalho com os animais. “Achei que a visita ao Jardim Zoológico correspondeu às expectativas. Dá para ver no rosto dos voluntários que estão emocionados e muito interessados. O tipo de tratamento que recebemos aqui foi muito bom. A visita foi um sucesso”, relata Bruno Starling.

 

O mexicano Emmanuel Vázquez, de 26 anos, participa do voluntariado há três meses, é engenheiro mecânico e cursa mestrado na Universidade Federal de Minas Gerais, atuando no Centro de Tecnologia de Mobilidade. Segundo ele, a visita ao Jardim Zoológico foi uma oportunidade de conhecer coisas bem diferentes. “Gostei bastante da visita. Achei interessante porque falaram do trabalho aqui no Zoológico com um enfoque na conservação ambiental. A ideia dos zoológicos deveria ser sempre essa. É preciso dar o exemplo. É um desafio que devemos tomar”, disse.

 

O colombiano Júnior García Beltran, 23 anos, tem graduação em negócios internacionais e pôde conhecer de perto a Subsecretaria de Assuntos e de Investimentos Estratégicos da PBH em sua estadia na capital mineira. Ele concorda com Emmanuel quanto à importância de se manter o foco na preservação das espécies. “Achei a visita muito legal porque vimos animais que não conhecíamos. As coisas que mais me agradaram foram a ordem, a limpeza, a atenção dos funcionários e, especialmente, os cuidados com os animais que fazem parte do acervo. Isso tudo é importante para a conservação da fauna”, afirmou.

 

 

Um olhar diferente para a comunicação

Com um interesse específico sobre a conservação ambiental, o jornalista belga Arnaud Meulemans, de 26 anos, começou seu voluntariado na Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica no início de outubro. De lá para cá, Arnaud já produziu uma série de vídeos curtos que deverão, em breve, ser utilizados nas redes sociais da instituição com o objetivo de apresentar as várias áreas que compõem a FPMZB e também destacar a importância de alguns profissionais, como, por exemplo, médico-veterinário, biólogo, jardineiro, tratador de animais, e ainda apresentar a relevância de áreas e de atividades como as desenvolvidas no Hospital Veterinário, no Jardim Botânico, no Aquário do Rio São Francisco, etc.

 

Mesmo tendo feito seu voluntariado na FPMZB, Arnaud fez questão de participar da visita técnica. Segundo ele, o que mais chamou sua atenção durante a visita ao Jardim Zoológico foi a possibilidade de entrar na área de manobra do recinto dos gorilas e conhecer toda a família e, também, tocar um filhote de serpente na Casa dos Répteis.

 

Arnaud comentou os três meses de atuação na Assessoria de Comunicação da FPMZB: “Estou gostando muito do voluntariado. É um ambiente de trabalho muito bom porque estamos em um lugar tranquilo, cercado pela natureza e com bons colegas. O que mais me surpreendeu aqui foi a variedade da flora e da fauna. Se houver chance, quero voltar para ver as pessoas. Belo Horizonte me parece uma cidade muito boa para se morar”, comentou.