Pular para o conteúdo principal

Gravação de aula para o Gentileza Digital
Foto: Divulgação PBH

Idosos participam de cursos on-line e recebem videoaulas de inclusão digital

12/08/2020 | 15:57 | atualizado em 12/08/2020 | 20:51

A tecnologia tem sido uma importante aliada dos lares de idosos durante o período de distanciamento. Impossibilitados de receber visitas, os residentes têm sido cada vez mais estimulados a experimentar as alternativas do mundo digital, seja para o contato com familiares e amigos ou para práticas educativas e de entretenimento.

Nos lares filantrópicos de Belo Horizonte, porém, a inclusão digital de idosos não é uma novidade. Há dois anos, os residentes participam do projeto Gentileza Digital, idealizado pelo Movimento Gentileza, que até março deste ano realizava oficinas periódicas de informática básica em telecentros instalados dentro das instituições.

As atividades presenciais foram suspensas, mas o estímulo aos idosos continua. Na próxima semana, chegará aos lares a primeira série de videoaulas Gentileza Digital. São 10 tutoriais especialmente pensados para este público, com dicas para navegar pela internet, assistir vídeos pelo Youtube e se divertir com jogos, cursos e aplicativos.

“O engajamento dos idosos pelo mundo virtual trouxe resultados surpreendentes nesses dois anos de projeto. Mais do que nunca, queremos manter o alto nível de interesse deles para que possam se conectar com o mundo exterior e ter novas possibilidades de lazer por meio dessas ferramentas”, explica Ana Laender, coordenadora do Movimento Gentileza e primeira-dama do município.


 

Conhecimento que se multiplica

A prova da importância de se promover a inclusão digital dos idosos institucionalizados é que alguns deles estão indo além e buscando novas alternativas de aprendizado. O radialista aposentado Ignácio Galvão, de 66 anos, morador do Lar Recanto da Saudade, já completou sua participação em dois cursos oferecidos pela Prodabel durante a quarentena: Introdução às Novas Tecnologias e Ferramentas Home Office.

O idoso é tido como uma referência no lar quando o assunto é tecnologia. Há dois anos, ele soma seus conhecimentos de comunicador com os novos aprendizados para conduzir os colegas da terceira idade em experiências musicais diárias pelo Youtube e em viagens virtuais pelo Google Maps.

Segundo ele, a música tem um papel essencial na rotina em grupo. “As videoaulas têm me ajudado a retomar muitos conhecimentos e aplicá-los em favor do coletivo. Hoje faço um trabalho criativo com os colegas, escolhendo trilhas sonoras que auxiliem a concentração durante as atividades de colorir, por exemplo, ou em momento de lazer e distração. Isso contribui para o convívio social e o bem-estar de todos e funciona como uma terapia para diversas patologias”, conta Ignácio.


 

Inscrições abertas para cursos on-line dedicados aos idosos

A Prodabel disponibiliza gratuitamente, por meio de sua plataforma EAD, cursos de inclusão e capacitação digital, com turmas exclusivamente voltadas para os idosos. As informações completas e o formulário de inscrição estão disponíveis nesta página.



Sobre o Movimento Gentileza

Em dois anos e meio de atuação em Belo Horizonte, o Movimento Gentileza trabalha com a realização e apoio a diversas ações que contribuem para uma cidade mais gentil com a cena urbana e os cidadãos, sempre em parceria com o poder público municipal e a iniciativa privada. Idealizado e coordenado pela voluntária social Ana Laender, o Movimento é responsável por ações de inclusão social e cultural de jovens e idosos, requalificação do espaço urbano por meio da arte e preservação da memória da cidade.