Pular para o conteúdo principal

Comunidade faz o plantio de mudas em recuperação de revitalização do playground da Praça dos Micos, localizada no Buritis
Foto: Divulgação/PBH

Espaços públicos são revitalizados com recursos de compensação ambiental

criado em 07/03/2022 - atualizado em 07/03/2022 | 16:35

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente tem realizado importantes ações ambientais e de infraestrutura em espaços públicos por meio das medidas de compensação ambiental. A última ação foi o plantio de 30 novas árvores de espécies nativas da Mata Atlântica na Praça Oswaldo Zuccherate, localizada no bairro Nova Suissa, regional Oeste do município, no último dia 5. 

As medidas de compensação ambiental são uma contrapartida aos impactos ambientais ocorridos ou previstos no processo de licenciamento ambiental. Trata-se, portanto, de um instrumento relacionado à obrigação, por parte do empreendedor, de mitigar (prevenir impactos adversos ou reduzir aqueles que não podem ser evitados) ou indenizar sobre determinado dano ao meio ambiente. Em casos como o do plantio, os empreendimentos ficam responsáveis pela aquisição e implantação das mudas, bem como sua manutenção pelos próximos seis meses. 

Antes das árvores serem plantadas, houve preparação do terreno, com perfuração das covas, roçada para facilitar o acesso aos pontos de plantio, transporte de mudas e adubo orgânico. A iniciativa é de suma importância, uma vez que atua no resgate de serviços ambientais por meio da criação de áreas de conexão, como os corredores ecológicos, e gera benefícios como a oxigenação do espaço, controle climático, restauração e preservação de recursos hídricos. 

Novo espaço para a criançada 

Outro benefício fruto de compensação ambiental é a revitalização do playground da Praça dos Micos, localizada no Buritis, regional Oeste do município.  Os novos brinquedos, que terão sua instalação concluída nesta sexta-feira, dia 11, contam com o orçamento de aproximadamente R$ 17,5 mil decorrentes de intervenções em espaço urbano para fins de edificações. 

No projeto, está um complexo integrado com duas gangorras, um escorrega, dois balanços, duas torres interligadas por cabana, uma escada, uma plataforma de escalada com teia e uma rampa de deslizar. A implantação visa ofertar mais possibilidades de lazer, qualidade de vida e recreação para as crianças usuárias da praça. 

Responsáveis atualmente por algumas melhorias significativas na cidade, só em fevereiro, as determinações de compensação ambiental possibilitaram o plantio de 500 mudas no Parque Renato Azeredo, regional Nordeste da capital. O secretário municipal de Meio Ambiente, Mário Werneck, comemora a eficiência desses processos e ressalta o valor das ações realizadas por meio deles. 

“Os parques e praças da nossa cidade são um grande alento para a comunidade que vive o dinamismo dos complexos urbanos. Nesses espaços, estamos buscando expandir os níveis de preservação, por meio do plantio de novas árvores, bem como criar opções de lazer e convivência entre a comunidade. Prestar esse serviço é um compromisso importante, que objetiva oferecer contrapartidas ambientais aos danos que os processos de urbanização provocam”, afirma.