Pular para o conteúdo principal

Informativo sobre o Coronavírus em Belo Horizonte
Foto: Arte PBH

Enfrentamento à pandemia ganha reforços com ampliação de Cecovid e de testagens

17/07/2020 | 21:02 | atualizado em 24/07/2020 | 17:24

Novos leitos, abertura de serviços, ampliação de testes e equipamentos, abordagem sanitária nas estações de ônibus e orientações para a população sobre prevenção ao novo Coronavírus. Quatro meses após o primeiro caso confirmado de Covid-19 no município, a Prefeitura de Belo Horizonte mais uma vez intensifica as ações de enfrentamento à doença, com implantação de medidas alinhadas aos indicadores epidemiológicos e assistenciais na capital e seguindo o planejamento da Secretaria Municipal de Saúde de ampliar a oferta de serviços, sempre com recursos humanos e equipamentos necessários para o devido funcionamento.

 

 

Ampliação de leitos semi-intensivos no Cecovid Centro-Sul

A Prefeitura ampliou o número de leitos semi-intensivos para pacientes com quadro respiratório grave no Centro Especializado em Covid-19 (Cecovid), instalado na UPA Centro-Sul (Rua Domingos Vieira, 488 – Santa Efigênia). Agora a unidade conta com 12 leitos semi-intensivos, todos equipados com respiradores, monitoramento e equipe exclusiva para acompanhamento dos pacientes, composta por médico, enfermeiro, fisioterapeuta e técnico de enfermagem. Os leitos são referência para toda a cidade e são ocupados por pacientes com quadros mais graves, enquanto aguardam a transferência para hospital.

 

 

Abertura do Cecovid-Barreiro

Já está em funcionamento o Centro Especializado em Covid-19 (Cecovid - Barreiro), referência para pacientes com sintomas de doenças respiratórias (febre, tosse e dificuldade para respirar). O serviço funciona todos os dias, 24 horas, na UPA Barreiro (rua Aurélio Lopes, 20 – Diamante).

 

Com a implantação do Cecovid-Barreiro houve uma reorganização na estrutura e no fluxo de atendimento da UPA. Foram instaladas tendas no estacionamento da unidade e no local são direcionados pacientes de menor complexidade clínica, que não apresentam sintomas de doenças respiratórias. Já na área interna da UPA são atendidos usuários que apresentarem sintomas de Covid-19. Para a abertura do Cecovid-Barreiro houve contratação de equipe médica e assistencial. Por plantão de 12 horas, a UPA Barreiro terá agora mais dois médicos, um enfermeiro e três técnicos de enfermagem.

 

Este é o terceiro serviço especializado em doenças respiratórias aberto pela Prefeitura. Além da unidade no Barreiro, estão em funcionamento o Centro Especializado em Covid-19 Centro Sul e o Centro de Doenças Respiratórias/Covid-19 (rua Padre Pedro Pinto, 175- Venda Nova).

 

 

Ampliação de respiradores mecânicos nas UPAs

O número de respiradores das UPAs de Belo Horizonte foi ampliado. Em março, as nove unidades contavam com 32 equipamentos. Atualmente, as UPAs contam com 52 respiradores, incluídos os 12 destinados aos leitos semi-intensivos do Cecovid – Centro Sul. As nove UPAs de Belo Horizonte possuem 48 leitos de emergência. Destes, 40 estão equipados com respiradores e a Prefeitura envida esforços para fazer com que todos tenham o equipamento. É importante ressaltar que nem todo paciente que ocupa leito de emergência necessita de suporte de ventilação mecânica.

 

 

Exames e testes para Covid-19

Até o momento, foram realizados cerca de 70 mil exames para detecção da Covid-19 em Belo Horizonte, utilizando o método RT-PCR (exame molecular) – efetivo para identificação do vírus na fase inicial da doença – e os testes sorológicos. Esses exames foram realizados pela Prefeitura via laboratórios públicos e privados, incluindo os processados pelo Laboratório de teste PCR para Covid, aberto pelo município.

 

A Prefeitura ampliou a realização de exames para Covid para todos os agentes públicos lotados na Secretaria Municipal de Saúde, sintomáticos ou assintomáticos, com contato domiciliar confirmado para a doença.

 

E está em fase final o Inquérito Sorológico para verificar a imunidade de trabalhadores de categorias profissionais que permaneceram em atividade, mesmo com a implantação do isolamento social. Estão sendo testados profissionais da área da saúde, trabalhadores do transporte coletivo e atendentes e caixas de farmácias, drogarias, supermercados e padarias. Os trabalhadores testados foram sorteados para participar deste levantamento.

 

 

Abordagem sanitária nas estações de ônibus e mobilização social

A Prefeitura ampliou a estratégia da fiscalização sanitária para evitar a disseminação do novo Coronavírus. Além das ações realizadas nas principais vias de acesso a Belo Horizonte, agora equipes de técnicos de enfermagem abordam os usuários do transporte coletivo para checar a temperatura e fazer perguntas sobre ocorrência de sintomas de doenças respiratórias, como dor de garganta, coriza e febre. A fiscalização sanitária está sendo realizada nas estações São Gabriel, Pampulha e Barreiro. Os locais foram escolhidos pelo grande número de pessoas, o que aumenta as chances de disseminação da doença. Passam pelos três terminais cerca de 155 mil pessoas por dia.

 

Essa ação tem como objetivo fazer o rastreamento clínico e, consequentemente, identificar pessoas com sintomas respiratórios ou que tenham tido contato com casos suspeitos ou confirmados de Covid-19. Também tem como função mostrar a importância das medidas preventivas. Caso a pessoa abordada apresente sintomas de doenças respiratórias, ela é encaminhada para atendimento.

 

A equipe de mobilização da Secretaria Municipal de Saúde, Mobiliza-SUS, também tem atuado junto à população para repassar orientações sobre a importância do isolamento social, o uso correto das máscaras e informações sobre os locais de atendimento para casos suspeitos de Covid-19.

 

 

Novos leitos de UTI e Enfermaria Covid

Desde março, a Prefeitura de Belo Horizonte já ampliou o número de leitos de UTI e enfermaria para tratamento da Covid-19 em mais de 532%. Somando os leitos Covid de enfermaria (1.087) e UTI (392), o SUS-BH conta hoje com 1.479 leitos. Em março, eram 234 leitos Covid: 101 de UTI e 133 de enfermaria. Só em julho, foram disponibilizados 350 leitos destinados aos casos de Covid na Rede SUS-BH.


Últimas Notícias

Imagens da região da Comunidade Dandara durantes a urbanização PBH leva urbanização e melhorias na qualidade de vida à Comunidade Dandara

A Comunidade Dandara possui hoje cerca de 1,35 mil famílias morando nas mais de 20 ruas transversais.

12/08/2020 | 16:43
Imagens aérea do centro de Belo Horizonte PBH cria Comitê de Acompanhamento da Implementação da Lei Aldir Blanc

O comitê é composto por 23 integrantes, sendo 11 do executivo municipal e 11 da sociedade civil, além de um representante técnico da UFMG.

12/08/2020 | 16:43