Pular para o conteúdo principal

Fachada da Prodabel durante o dia.
Foto: Divulgação PBH

Edifício da Prodabel será local Laboratório Aberto

13/11/2017 | 17:55 | atualizado em 13/11/2017 | 19:25
A Prefeitura de Belo Horizonte vai transformar o edifício-sede da Empresa de Informática e Informação do Município de Belo Horizonte (Prodabel), no bairro Caiçaras, em um Laboratório Aberto. O objetivo é oferecer um local onde possam ser desenvolvidos e testados projetos voltados para o conceito “Internet das Coisas”, termo proveniente do inglês “Internet of Things” (IoT) e que tragam benefícios para a cidade. 

A “Internet das Coisas” é uma rede de equipamentos capazes de coletar e transmitir dados, permitindo a troca de informações. Semáforos, câmeras, sensores de estacionamento e luminárias inteligentes são apenas alguns exemplos de equipamentos que serão testados no projeto. Além disso, haverá um espaço para que ocorra a prototipação de soluções e a produção de novas tecnologias e pesquisas. 

A proposta encontra-se em fase de implantação e a expectativa é que, já no início de 2018, esteja funcionando. As obras de adaptação do prédio já começaram. A BHTrans e as secretarias municipais de Planejamento, Orçamento e Gestão e de Desenvolvimento Econômico também participam do trabalho. A iniciativa não vai gerar gastos para os cofres públicos uma vez que todo o material será obtido por meio de doações. Para isso, foi feito um chamamento público em outubro. 

O projeto funcionará da seguinte forma: a empresa ou parceiro apresenta uma possível solução para os desafios da cidade nas mais diversas áreas (Saúde, Educação, Segurança, Mobilidade Urbana, entre outras). Após passar por uma avaliação, a ideia será testada no “Laboratório Aberto” da Prodabel e, poderá ser implantada em Belo Horizonte ou qualquer outro município. “Nossa proposta é criar este local onde todos possam ganhar. De um lado o município pode encontrar soluções e de outro o empreendedor pode desenvolver uma ideia ou projeto. Com isto, quem realmente sairá em vantagem, no final do processo, é o cidadão”, afirmou Leandro Garcia, presidente da Prodabel.  


 BH: capital inteligente

A transformação do prédio da Prodabel em um laboratório aberto faz parte do plano de ações que visa transformar Belo Horizonte na cidade mais inteligente do país. Além do laboratório, estão previstas a troca de cerca de 182 mil luminárias com lâmpadas de led em todo o município por meio de uma parceria público-privada (sendo que, deste número, cerca de 33 mil terão o chamado Sistema de Telegestão), o que permitirá criar uma importante infraestrutura de comunicação; a ampliação da rede de fibra ótica; a abertura de acesso a bases de dados da PBH, possibilitando o desenvolvimento de soluções de acordo com as necessidades do município; a ampliação do número de Hotspots (pontos com Wi-Fi grátis),  passando de 52 para 112, com foco principalmente na população de vilas e favelas; o fortalecimento dos mais de 300 Telecentros espalhados pela cidade; entre outras.  
 
 

13/11/2017. Laboratório aberto Prodabel. Fotos: Divulgação/Prodabel