Pular para o conteúdo principal

Anta com filhote - Foto Suziane Fonseca
Foto: Suziane Fonseca

Dia Mundial da Anta

27/04/2017 | 17:29 | atualizado em 01/09/2017 | 15:59

Hoje, dia 27 de abril, é comemorado o Dia Mundial da Anta. A espécie, de nome científico Tapirus terrestris, é o maior mamífero terrestre brasileiro, chegando a medir mais de dois metros de comprimento, mais de um metro de altura e podendo pesar até 250 kg. 

No Brasil, seu nome popular é usado como sinônimo de estupidez, ou seja, um "xingamento". Mas, na verdade, esse animal não tem nada de estúpido. É dócil, inteligente e importante para as florestas, pois, ao se alimentar de uma grande variedade de frutos, acaba contribuindo para a dispersão das sementes e para a manutenção da biodiversidade dos biomas onde vive – Amazônia, Cerrado, Mata Atlântica e Pantanal.

Atualmente, de acordo com as Listas Vermelhas de Espécies Ameaçadas de Extinção (IUCN, 2008 e ICMBio, 2014), essa espécie é classificada como “vulnerável”.

No Zoológico da Fundação Zoo-Botânica de BH existem quatro indivíduos dessa espécie, sendo 1 fêmea e 3 machos. No momento, somente a fêmea pode ser vista pelo público, pois os machos estão em recintos separados no Setor Extra da Seção de Mamíferos.

Quem são eles?

  • “Estrela”: nasceu na FZB-BH em 12 de junho de 1992; 
  • “Vadinho”: chegou à FZB-BH em 01 de julho de 2003, vindo de um criadouro conservacionista localizado em Poços de Caldas, MG;
  • “Porã”: nasceu na FZB-BH em 18 de setembro de 2006.  Seu nome, de origem indígena, significa belo, bonito;
  • "Piá”: nasceu na FZB-BH em 16 de setembro de 2013. É filho de “Estrela” e “Vadinho”. Seu nome, de origem indígena, significa menino, garoto, guri.