Pular para o conteúdo principal

Mais de vinte jovens, sentados em dez mesas, em grupos, no espaço do Centro de Reverência da juventude; à esquerda, outras vinte pessoas estão de pé.
Foto: Ricardo Antunes/PBH

CRJ recebe debate sobre prevenção de doenças sexualmente transmissíveis

28/06/2018 | 20:20 | atualizado em 06/11/2018 | 11:33

O Centro de Referência da Juventude recebe na sexta-feira, dia 29 de junho, das 18h às 21h30, o debate “Prevenção combinada cê fraga?”. O espaço fomenta atividades de cultura, esporte, educação e empreendedorismo com foco no público jovem, de 15 a 29 anos. O endereço é rua Guaicurus, 50 – Centro, na Praça da Estação.

 

O evento é realizado pela Diretoria de Políticas para a População LGBT da Prefeitura de Belo Horizonte em parceria com a Coordenação Municipal de Saúde Sexual e Atenção às ISTs, Aids e Hepatites Virais.

 

Durante o encontro, serão apresentadas aos jovens as formas de prevenção combinada para evitar a exposição ao vírus HIV e o contágio por outras infecções sexualmente transmissíveis. Uma é a Profilaxia Pré-exposição (PREP), que consiste na utilização diária de medicamentos para pessoas não infectadas, mas que podem ser expostas ao vírus HIV, e tem o objetivo de reduzir o risco de infecção. Já a Profilaxia Pós-exposição (PEP) é a administração de medicamentos até 72 horas após possíveis exposições de risco e que também tem como objetivo reduzir a chance de contaminação. A importância do uso da camisinha também será amplamente explorada.

 

“É fundamental tratar dos diferentes métodos de prevenção com o jovem, visto que ao compreendermos as suas dúvidas, efetivamos a construção qualificada de planos e ações na gestão municipal”, indica Thiago Costa, Subsecretário de Direito e Cidadania, da Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania.

 

 

A Diretoria de Políticas para a População LGBT

A Diretoria é a responsável pela elaboração e implementação de políticas públicas para o combate à discriminação por orientação sexual e identidade de gênero, além da promoção e garantia dos direitos humanos e cidadania de gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais em Belo Horizonte.

 

Integrar iniciativas como campanhas e projetos de diferentes setores do município, como as áreas da Saúde, Educação, Cultura, Segurança Pública e Trabalho, é responsabilidade da Diretoria. Ela também realiza o atendimento e apoio de movimentos sociais da cidade em eventos como a Parada LGBT de Belo Horizonte.