Pular para o conteúdo principal

Dezesseis membros da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes da Urbel com certificados de treinamento.
Foto: Divulgação PBH

Comissão Interna de Prevenção de Acidentes da Urbel participa treinamento

14/02/2019 | 18:34 | atualizado em 14/02/2019 | 18:34

Servidores da Companhia Urbanizadora de Belo Horizonte (Urbel) participaram, entre os dias 4 e 8 de fevereiro, do curso para membros da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), realizado pela Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão.

 

De acordo com o gerente de Segurança do Trabalho e responsável por organizar a qualificação, Fabiano Martins Costa, o treinamento abordou o estudo do ambiente, das condições de trabalho, dos riscos originados do processo produtivo, noções de primeiros socorros e medidas para prevenção de doenças.

 

Também foram apresentadas a metodologia de investigação e análise de acidentes e doenças do trabalho e noções sobre aqueles decorrentes de exposição aos riscos existentes na empresa. Legislações trabalhistas e previdenciárias relativas à segurança e à saúde no trabalho e os princípios gerais de higiene do trabalho e de medidas de controle dos riscos foram outros destaques do curso.

 

“Mostramos a organização da CIPA e tratamos amplamente de assuntos necessários ao exercício das atribuições da comissão. Procuramos orientar os participantes a identificar riscos de acidentes nos ambientes de trabalho e medidas para reduzi-los ou eliminá-los”, explica Fabiano.

 

Jordana Flávia é servidora da Urbel e participou do treinamento.  “Foi muito interessante. A segurança é um assunto importante de ser trabalhado dentro da empresa e, quanto mais conhecimento temos, mais podemos atuar preventivamente. Além disso, temas como primeiros socorros, entre outros, também são muito úteis fora do ambiente de trabalho”, considerou.

 

A qualificação também contou com a colaboração dos instrutores Tiago Goes e Cintia Aline, ambos técnicos em segurança do trabalho da Secretaria Municipal de Planejamento, e da enfermeira do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), Cristina Ribeiro.

 

O treinamento teve duração de 20 horas, conforme as exigências da Norma Regulamentadora (NR) - 5 da Portaria 3214/78, do Ministério do Trabalho. Todos os participantes receberam certificado.