Pular para o conteúdo principal

Informativo sobre o Cornavírus em Belo Horizonte
Foto: Arte PBH

Comércio terá regras para funcionamento a partir desta sexta-feira

19/03/2020 | 18:34 | atualizado em 20/03/2020 | 18:19

A Prefeitura de Belo Horizonte informa que, a partir desta sexta-feira, dia 20, apenas o comércio de rua está autorizado a funcionar na capital, desde que não represente risco de aglomeração de pessoas e mantenha restrição de público.
 
É preciso também que os comerciantes adotem medidas para evitar o contágio pelo Coronavírus na capital, tais como a disponibilização do álcool em gel para funcionários e consumidores. A regra vale para, por exemplo, lojas de roupas, pet shops, padarias e açougues.
 
Farmácias, supermercados, laboratórios e clínicas poderão funcionar normalmente.
 
A medida atende a uma política adotada pela administração pública para conter a contaminação do Coronavírus na capital. O Decreto 17.304/2020, publicado no Diário Oficial do Município de quarta-feira, dia 18, suspendeu o alvará de funcionamento dos seguintes tipos de estabelecimento:  
 

  • casas de shows e espetáculos de qualquer natureza;
  • boates, danceterias, salões de dança;
  • casas de festas e eventos;
  • feiras, exposições, congressos e seminários;
  • shoppings centers, centros de comércio e galerias de lojas;
  • cinemas e teatros;
  • clubes de serviço e de lazer;
  • academia, centro de ginástica e estabelecimentos de condicionamento físico;
  • clínicas de estética e salões de beleza;
  • parques de diversão e parques temáticos;
  • bares, restaurantes e lanchonetes.

           
Os supermercados, farmácias, laboratórios, clínicas, hospitais e demais serviços de saúde em funcionamento no interior de shoppings centers, centros de comércio e galerias de lojas, podem funcionar desde que adotadas as medidas estabelecidas pelas autoridades de saúde de prevenção ao contágio e contenção da propagação de infecção viral relativa ao Covid-19.
 
Os estabelecimentos, como restaurantes, que tenham estrutura e logística adequadas poderão efetuar entrega em domicílio e disponibilizar a retirada no local de alimentos prontos e embalados para consumo fora do estabelecimento, desde que adotadas as medidas estabelecidas pelas autoridades de saúde de prevenção ao contágio e contenção da propagação de infecção viral relativa ao Coronavírus (Covid-19).
 
As medidas instituídas pelo Decreto pretendem evitar aglomerações e reduzir o risco de contágio. Portanto, a venda de alimentação, seja em restaurantes, lanchonetes, cafés, inclusive quando situados no interior de supermercados, hotéis, estará autorizada, desde que o consumo não ocorra no próprio local.

 


Últimas Notícias

Informativo sobre o Coronavírus em Belo Horizonte Prefeitura define diretrizes para contratação de leitos em hospitais privados

O processo de adesão será por meio de chamada pública para seleção simplificada, destinada a hospitais que preencham os critérios definidos.

02/07/2020 | 19:12
Informações da Prefeitura sobre o Covid-19 Prefeitura garante serviços de limpeza durante a pandemia

Varrição, coleta de resíduos comuns e orgânicos, capina, lavação, combate a deposições clandestinas de lixo, são exemplos dessas atividades.

01/07/2020 | 16:49