Pular para o conteúdo principal

Caminhão de lixo reciclável.
Foto: Pedro Antônio de Oliveira/PBH

Coleta seletiva será iniciada em escolas do Barreiro 30/8

29/08/2017 | 15:30 | atualizado em 04/09/2017 | 09:31

Dezesseis escolas municipais da regional Barreiro começam a partir da próxima quarta-feira, dia 30, a receber o serviço de coleta seletiva. A iniciativa auxiliará a destinação correta de resíduos sólidos desses estabelecimentos de ensino e é o resultado da articulação entre a Secretaria Municipal de Educação (Smed) e a Superintendência de Limpeza Urbana (SLU).

 

O caminhão da coleta seletiva vai percorrer uma rota que integra as escolas participantes uma vez por semana, sempre às quartas-feiras, a partir das 8 horas da manhã. Os resíduos serão destinados à Cooperativa Solidária dos Recicladores e Grupos Produtivos do Barreiro e Região (Coopersoli Barreiro).

 

A coleta seletiva nas escolas do Barreiro é um projeto piloto que foi construído após várias reuniões preparatórias entre representantes da SLU e Smed ao longo dos primeiros meses deste ano. Nos encontros com os diretores das escolas, ficou acertado que o material será separado durante a semana para ser recolhido nas manhãs de quarta-feira. Além disso, os alunos recebem oficinas de aprendizagem e experimentação para a destinação correta dos resíduos.

 

Política SLU

Prática usual na SLU, as equipes de educação ambiental da autarquia já realizam frequentemente nas instituições de ensino oficinas voltadas à conscientização ambiental. As 16 escolas pertencentes a esse projeto passaram, nos meses de julho e agosto, por trabalhos de orientação sobre a coleta seletiva e sobre a importância da destinação correta dos resíduos. Segundo Vanúzia Gonçalves Amaral, chefe do departamento de Mobilização da SLU, a escola é o melhor lugar para se iniciar trabalhos de sensibilização. “É nesse ambiente que se iniciam os primeiros contatos com práticas e atitudes corretas, incluindo assuntos relacionados ao meio ambiente. As crianças se tornam multiplicadoras e passam para os pais o que aprenderam”, destaca Vanúzia.

 

Educação ambiental na Rede Municipal de Educação

A primeira escola do piloto a receber o caminhão da coleta seletiva será a E. M. Professora Isaura Santos. “O ponta pé inicial da coleta foi explicar para os estudantes a importância da participação de cada um nesse processo e a reflexão sobre o que, individualmente, podem fazer dia-a-dia”, conta a professora Izabel Cristina Álvares da Silva coordenadora desse projeto na Isaura Santos.

 

Algumas escolas já incorporaram a separação de resíduos sólidos em sua rotina. Na Escola Municipal Francisco de Magalhães Gomes, regional Norte, por exemplo, há também o recolhimento de pilhas e baterias para descarte adequado. Além dessa boa prática um esforço na diminuição do consumo de água e de energia energia elétrica, o desenvolvimento de hortas, a participação em formações promovidas pela equipe da Gerência de Educação Integral/Programa EcoEscola-BH valeram o Selo Boas Práticas de Sustentabilidade, criado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, a 33 unidades da Rede Municipal de Educação. O Programa EcoEscola-BH é responsável pela promoção da educação ambiental na Rede.

 

“ O impacto dessa ação com a SLU, certamente, extrapolará as escolas. Não se trata somente da coleta seletiva, mas de toda uma série de ações e mudanças de comportamentos que a antecedem e que decorrem dessa discussão como o incentivo ao consumo consciente, à diminuição do desperdício, à promoção da reciclagem verdadeira. Além da mudança de comportamento da comunidade escolar, as escolas ainda contribuirão para a geração de trabalho e renda para as cooperativas de catadores isso fortalece o propósito da coleta seletiva e seu aspecto cidadão” observa Alcione Caetano da Gerência de Educação Integral.

 

Coopersoli Barreiro

As escolas foram convidadas a agendar uma visita à Coopersoli Barreiro para conhecer o trabalho desenvolvido por ela. A Coopersoli é uma cooperativa que resultou da união de grupos de comunidades do Barreiro, Vila Corumbiara, Vila Independência, Conjunto Conquista da União e Jatobá I, que encontraram na reciclagem uma alternativa para conquistar melhores condições de vida. Atualmente, possui 39 cooperados: 80% deles são mulheres chefes de famílias que fazem coleta, triagem, prensagem e comercialização de resíduos recicláveis. Neli de Souza Medeiros, presidente da Coopersoli há 12 anos, conta que eles participam do Fórum Lixo & Cidadania desde a sua criação, em 2003, cujo princípio norteador é a valorização das catadoras e catadores de material reciclável, reconhecendo-os como empreendedores e agentes ambientais.

 

Em Belo Horizonte, existem associações e cooperativas de catadores em cinco das nove regionais. A implantação de coleta seletiva nas escolas com destinação às associações e cooperativas é uma demanda antiga desse Fórum. “O prefeito abraçou nossa causa e a prefeitura tem ampliado a coleta seletiva. Com a cessão de espaços para triagem e armazenamento, além da doação de materiais recicláveis, resgata-se a dignidade de muitas famílias.”

 

Neli Medeiros informa ainda que, ao longo dos anos, o volume de materiais entregue aos catadores sofreu uma redução. Das 200 toneladas por mês, hoje a Coopersoli trabalha com 80 toneladas ao mês. Assim, é fundamental para a sustentabilidade das cooperativas construir parcerias com escolas e outras instituições. “Nós temos que nos conscientizar de que nosso meio ambiente está pedindo socorro. Ao fazer a coleta seletiva e doar o material para uma cooperativa, a população não só contribui para a sobrevivência de muitas famílias, mas para o bem do meio ambiente.”

 

Escolas que não estejam no projeto piloto, condomínios e cidadãos que quiserem doar papéis, plásticos, vidros e metais podem entrar em contato com uma cooperativa parceira da Prefeitura, encaminhar esses materiais para as sedes dessas associações ou descartar os recicláveis em um Local de Entrega Voluntária (LEV). Os endereços podem ser acessados no site da SLU. Mais informações também pelo telefone 156.

 

Agenda

Início da coleta Seletiva em escolas municipais da regional Barreiro

Data:30/08 (quarta-feira)

Horário: A partir das 8h

Primeira escola a receber o caminhão da SLU: 

Escola Municipal Professora Isaura Santos 

R. Hoffman,80, bairro Miramar Telefone:3277-5956 | 3277-9115
Coordenação da coleta seletiva na escola: Professora/ Coordenadora Izabel Cristina Álvares da Silva)