Pular para o conteúdo principal

Realização do evento cultura Sound System
Foto: Carlos Hauck

Circuito em Casa reúne 20 atrações culturais em uma semana

27/07/2020 | 17:32 | atualizado em 11/08/2020 | 16:36

Consolidando-se como uma alternativa de programação cultural durante o distanciamento social, com conteúdos produzidos especialmente por artistas de Belo Horizonte, o Circuito em Casa encerra a sua programação de julho e já inicia a de agosto com 20 diferentes atrações, entre esta terça-feira, dia 28, e o próximo dia 3 de agosto. São opções variadas apresentadas nas redes sociais e no site do projeto, explorando novos formatos virtuais e conectando artistas, histórias e expressões culturais de todas as regiões da cidade. O Circuito em Casa é a etapa on-line do Circuito Municipal de Cultura, projeto realizado pela Secretaria Municipal de Cultura e Fundação Municipal de Cultura, em parceria com o Centro de Intercâmbio e Referência Cultural (CIRC).



Terça da dança, radionovela e teatro em miniatura

O projeto Terça da Dança, realizado pela Fundação Municipal de Cultura e que tem marcado o início da programação semanal no Circuito em Casa, apresenta no dia 28, a partir das 19h, uma ação do Grupo Teatral Espanca. A vivência “Corpo Negro na Dança” será um encontro virtual com o público, conduzido pelas criadoras Suellen Sampaio e Guida Ramos, voltado às danças de matriz africana. Também na terça, a partir das 10h, a Radionovela “Perguntas para Madê”, de Erika Rohlfs e Thiago Gazzinelli, volta a ocupar as ondas da web. O quarto episódio dá sequência à trama que envolve a história de uma ex-detetive envolvida com um importante mistério. O quinto episódio também será disponibilizado nesta semana, na quinta-feira, dia 30, também às 10h. Os dois episódios seguirão disponíveis após a estreia.


Para quem gosta de teatro de bonecos, a dica é o Laboratório de Teatro Lambe Lambe de Iasmin Marques, do Grupo Girino, atração do sábado, dia 1º, a partir das 16h. A oficina propõe uma experiência cênica em miniatura, com bonecos confinados em pequenos espaços, transmitindo os principais elementos técnicos e as características de linguagem que envolvem esse formato.

 

 

Cultura na periferia e soundsystem sobre rodas

Dois encontros virtuais destacam a relação entre a arte e a cidade na programação semanal do Circuito em Casa. Primeiro, na quinta-feira, dia 30, a partir das 20h, com o bate-papo sobre “Produções artísticas periféricas e faveladas: desafios e perspectivas”, com Cristiano Silva Rato, Russo APR, Robert Frank e Elisângela Silva. Todos têm mais de 15 anos de atuação em movimentos culturais, hip-hop, rock negro, educação popular, direitos humanos e fortalecimento de juventudes historicamente vulnerabilizadas.


Já na sexta-feira, dia 31, a partir das 17h, confira o bate-papo “Cultura Sound System AmBHulante”, com o Dj Luiz Valente. Personagem da cena urbana e militante cicloativista na capital, ele conta um pouco do projeto que desenvolveu para uma experiência itinerante de música, tecnologia, slow food e esportes não tradicionais pelas ruas de Belo Horizonte, a partir da bicicleta, de energias renováveis e ambientalmente sustentáveis.

 

 

Sarau do Coletivoz, Música com Milena Torres e Moons

Nos últimos dez anos, o Coletivoz Sarau de Periferia é referência na promoção democrática da literatura em espaços públicos e privados da Região Metropolitana de Belo Horizonte. O projeto já contou com a participação de milhares de pessoas e artistas do centro e das periferias, inspirando também outras iniciativas literárias valiosas da capital, como o Sarau Vira Lata e o Slam Clube da Luta. Na quarta-feira, dia 29, o Coletivoz comemora a sua década de poesia com uma edição virtual do sarau, disponível a partir das 20h.


Na área da música, dois shows integram a programação do Circuito em Casa nesta semana. Sexta-feira, dia 31, a partir de 21h, estará disponível a apresentação acústica “Prosa e Canção”, de Milena Torres. Compositora e intérprete, ela desenvolve trabalho autoral em parceria com diversos artistas da capital, como Marcelo Veronez, Josi Lopes e Black Sonora. No domingo, dia 2, a partir de 19h, será disponibilizado o show especial com o repertório do Moons, banda de Belo Horizonte que desponta na cena independente nacional. Em formato solo no estúdio Ilha do Corvo, o cantor e compositor do grupo, André Travassos, mostra o rock, folk e o indie com inspirações do Clube da Esquina, que marcam os três álbuns do grupo.

 


Quadros do projeto Territórios Culturais

Voltado à integração da cultura das diferentes regionais de BH, durante o necessário período de distanciamento social, o Projeto Territórios Culturais segue nesta semana com duas atrações. A série “Link de Mestre”, que destaca homens e mulheres, mestres e mestras de diferentes áreas da cultura popular, terá seu quinto episódio disponível na quarta-feira, dia 29, a partir de 18h, com  a história de Elias de Souza, do bairro Regina, e seu aprendiz na área da luthieria (fabricação de instrumentos musicais), Jairo Gomes, do bairro Santa Rita. No sábado, dia 1º, a partir das 18h, é a vez do mestre Thirley e sua aprendiz Ângela de Oliveira, moradores do bairro Santo André, em um episódio sobre o Afoxé Ilê Odara. Já o sétimo episódio será exibido na segunda-feira, dia 3, a partir de 18h, destacando a música e a poesia de raízes rurais com a participação do mestre Teixerinha de Minas e seu aprendiz Márcio Aranha Trovador, ambos do bairro Nova Cintra.


A outra atração dos Territórios Culturais é o quadro “Histórias de Alimentar a Alma”, que avança na junção de cultura e gastronomia como eixos de fortalecimento das identidades urbanas e culturais em BH. Na terça-feira, dia 28, a partir de 15h, assista ao vídeo com a participação de Iara Gonçalves, do bairro São Bernardo, com sua receita de fubá suado. Já no Bairro das Indústrias, conheça a receita de torta de banana por José Racilan, que será disponibilizada na quinta-feira, dia 30, a partir de 15h. Encerrando a série durante essa semana, o domingo, dia 2, traz Bernardina de Sena, do Alto Vera Cruz, a partir de 11h. Integrante do grupo Meninas de Sinhá e ativista cultural na comunidade, ela escolheu para o quadro a receita inusitada de molho de feijão com bacalhau.

 

Confira a agenda completa em anexo.